Eletropaulo entra em programa de desestatização

Governo Federal deve vender a sua fatia na companhia.

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
iStock
iStock

A Eletropaulo foi incluída no Programa Nacional de Desestatização (PND)

Acessibilidade


O governo incluiu no Programa Nacional de Desestatização (PND) sua participação acionária na Eletropaulo, designando o banco de fomento BNDES como responsável pela operação, de acordo com decreto do presidente Michel Temer no Diário Oficial da União hoje (21).

LEIA MAIS: Eletropaulo pode gerar caixa de R$ 2,7 bi à Enel

A fatia do governo na Eletropaulo, a maior distribuidora de energia do país em faturamento, é composta por cerca de 13,3 milhões de ações ordinárias.

A busca do governo por vender sua participação na empresa ocorre após a italiana Enel fechar a aquisição do controle da Eletropaulo por mais de US$ 5 bilhões no início deste mês, superando a rival Iberdrola.

A Eletropaulo atende cerca de 18 milhões de consumidores, segundo informações do site da companhia.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Compartilhe esta publicação: