Elon Musk cogita fechar capital da Tesla

Bilionário disse, no Twitter, que operação seria feita a US$ 420 por ação.

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
Getty Images
Getty Images

Não ficou claro se Musk estava falando sério, já que ele tem um histórico de tuítes erráticos

Acessibilidade


As ações da Tesla saltaram quase 11% hoje (7), depois que o presidente-executivo, Elon Musk, disse no Twitter que está cogitando fechar o capital da montadora de carros elétricos por US$ 420 a ação em um período de rápido crescimento e restrições financeiras.

LEIA MAIS: Ações da Tesla sobem com investidores confiantes

Tal acordo, se fosse adiante, tiraria a Tesla do foco de Wall Street, mas poderia limitar seu acesso a capital. Seria uma das maiores transações privadas com um valor de mercado em torno de US$ 72 bilhões, com base nos US$ 420 por ação citados por Musk.

“Estou pensando em fechar o capital da Tesla a US$ 420. Financiamento garantido”, disse Musk. Esse preço representaria um prêmio de 22,8% em relação ao valor de fechamento da ação da montadora ontem (6).

Não ficou claro se Musk estava falando sério, já que ele tem um histórico de tuítes erráticos, e a empresa não respondeu imediatamente ao pedido de entrevista.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A empresa tinha um valor de mercado de US$ 58 bilhões com base no fechamento de ontem. Musk tem cerca de 20% da empresa.

Quando outra pessoa tuitou que se tornar privada “evitaria muitas dores de cabeça” para a Tesla, Musk respondeu: “Sim”.

VEJA TAMBÉM: Tesla inicia contratações para 1ª fábrica fora dos EUA

Fechar o capital é um modo de evitar o intenso escrutínio do mercado. Musk teve desentendimentos com reguladores, críticos e repórteres, e dúvidas persistem sobre as dificuldades de fabricação e produção da Tesla, a demanda de longo prazo por seus carros e a incerteza sobre o financiamento.

“Minha esperança é que todos os investidores atuais permaneçam com a Tesla, mesmo se formos privados”, Musk tuitou. “Criaria um fundo para propósitos especiais que permitisse a qualquer um ficar com a Tesla. Já faço isso com o investimento da SpaceX na Fidelity.”

Analistas levaram a sério a fala do executivo. “Acredito que a Tesla considera os tuítes como divulgação pública. Acho que ele está falando sério. Além disso, isso é ‘combustível de foguete’ de curto prazo depois de um bom trimestre”, disse o analista Chaim Siegel, da Elazar Advisors.

Separadamente, o jornal britânico “Financial Times” reportou hoje que o fundo soberano da Arábia Saudita, supervisionado pelo príncipe herdeiro Mohammed bin Salman, adquiriu uma participação na Tesla não revelada entre 3% a 5% por cento.

Compartilhe esta publicação: