Gerdau, Votorantim e Tigre criam programa de fidelidade

Pontos gerados por compras serão trocados por bens ou serviços.

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
iStock
iStock

A cada venda de produtos das empresas participantes serão gerados pontos, que poderão ser trocados por bens ou serviços

Acessibilidade


O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições a criação de uma joint venture entre as empresas Gerdau, Votorantim Cimentos e o Grupo Tigre, para gerenciar um programa de fidelidade para varejistas de construção civil.

LEIA MAIS: Conselho da Gerdau aprova venda de ativos na Índia

A criação da joint venture que irá gerenciar o programa de fidelidade “Juntos Somos Mais”, “por ora, não suscita preocupação concorrencial no que tange à troca de informações”, disse a Superintendência-Geral do órgão em despacho publicado no Diário Oficial da União (DOU) hoje (29).

O Cade destacou, contudo, que “caso sejam verificados futuros indícios de condutas anticompetitivas praticadas por qualquer uma das requerentes ou pela joint venture”, o órgão de defesa da concorrência poderá atuar.

Pelo programa de fidelidade, a cada venda de produtos das empresas participantes – que produzem desde aço, cimento, argamassa, rejuntes, tubos e conexões, entre outros, serão gerados pontos, que poderão ser trocados por bens ou serviços por proprietários de lojas, vendedores e balconistas.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A Votorantim Cimentos, fundadora do programa em 2015, terá 45% de participação acionária na nova empresa, ao passo que Gerdau e Grupo Tigre terão 27,5% cada um, de acordo com os termos anunciados pelas empresas em abril.

Compartilhe esta publicação: