Livraria Saraiva faz pedido de recuperação judicial

A empresa, fundada há 104 anos, listou no pedido débitos de R$ 675 mi

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
Divulgação
Divulgação

A empresa, fundada há 104 anos, listou no pedido débitos de R$ 675 mi

Acessibilidade


A rede de livrarias Saraiva, a maior do país, entrou hoje (23) com pedido de recuperação judicial por não conseguir acordo com fornecedores para a renegociação de dívidas. A empresa listou no pedido débitos de R$ 675 milhões. Fundada há 104 anos, a Saraiva tem 85 lojas em 17 estados do país e uma relevante operação de comércio eletrônico.

LEIA MAIS: Mercado Livre fecha parceria com varejistas

A empresa afirmou em comunicado ao mercado que “a recuperação judicial não altera, de forma alguma, o funcionamento da (área de) varejo, que segue, na data de hoje, com 85 lojas físicas em todo o Brasil e com sua operação de comércio eletrônico”.

A companhia acumula de janeiro ao final de setembro prejuízo líquido de R$ 103 milhões, mais que o dobro em relação ao resultado negativo de R$ 50 milhões de um ano antes.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Compartilhe esta publicação: