Avianca Brasil pede recuperação judicial

Getty

A Avianca Brasil, que é independente mas compartilha o mesmo controlador com a colombiana Avianca Holdings, afirmou no pedido que a recuperação está sendo pedido devido aos altos custos de combustíveis e processos de credores que ameaçam a empresa com retomada de aeronaves.

A Avianca Brasil, quarta maior companhia aérea do país, pediu recuperação judicial, afirmando que suas operações têm sido ameaçadas por uma potencial retomada de aeronaves por credores, segundo pedido encaminhado pela empresa ontem (10).

LEIA TAMBÉM: Avianca Brasil entra para a rede Star Alliance

A companhia aérea, controlada pela holding Synergy, afirmou que a potencial retomada de aviões ameaça a viagens de cerca de 77 mil passageiros em dezembro.

O pedido de recuperação impulsionou as ações das rivais no Brasil. A Gol fechou em alta de mais de 13%, enquanto a Azul teve valorização de 6,5%.

A Avianca Brasil, que é independente mas compartilha o mesmo controlador com a colombiana Avianca Holdings, afirmou no pedido que a recuperação está sendo pedido devido aos altos custos de combustíveis e processos de credores que ameaçam a empresa com retomada de aeronaves.

Procurada, a companhia não comentou o assunto.

A Agência Nacional de Aviação Civil afirmou que ainda não foi notificada sobre o pedido de recuperação judicial da Avianca Brasil e que “vem solicitando os esclarecimentos necessários sobre a prestação de assistência aos passageiros que poderão ser impactados com eventual reajuste de malha”.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).