Valorização do Pinterest faz novo bilionário

Paul Sciarra
Paul Sciarra é dono de 8% da empresa e tem patrimônio estimado em US$ 1,3 bilhão

Resumo:

  • Após um salto de mais de 20% das ações do Pinterest pós-IPO, o cofundador Paul Sciarra entrou para o grupo de bilionários, com patrimônio estimado em US$ 1,3 bilhão;
  • O executivo tem participação de 8% na empresa;
  • Sciarra é o segundo cofundador do Pinterest a atingir a marca, seguindo os passos de Ben Silberman, CEO da empresa, cuja participação vale US$ 1,8 bilhão.

As ações do Pinterest saltaram mais de 20% desde o IPO (oferta pública de ações) do site de coleções de fotos, em 18 de abril. Esse impulso catapultou outro cofundador para o seleto grupo de bilionários do mundo.

LEIA MAIS: Pinterest é avaliado em US$ 12,7 bilhões em IPO

Terceiro cofundador do Pinterest, Paul Sciarra é agora um bilionário, com um patrimônio estimado pela Forbes em US$ 1,3 bilhão. A conquista do empreendedor se deve à valorização das ações da companhia, que foi de US$ 23,75 em sua estreia na Bolsa de Nova York para pouco menos de US$ 30 hoje (26). Sciarra é dono de 8% do empresa.

Dessa forma, Sciarra se torna o segundo cofundador do Pinterest no clube dos bilionários, seguindo os passos de Ben Silberman, CEO da companhia, cuja participação é pouco menor que 10% e vale US$ 1,8 bilhão. O Pinterest, que tem uma capitalização de mercado de cerca de US$ 16,1 bilhões, tem mais de 250 milhões de usuários ativos por mês, que usam a plataforma para criar coleções de imagens online de moda, receitas, móveis e muito mais. A rede social atraiu investimentos de algumas das empresas de capital de risco mais procuradas do mercado, como Bessemer Venture Partners e FirstMark Capital, devido à tendência dos internautas de usá-la para pensar no que comprar, de roupas a objetos de decoração. Segundo uma pesquisa do Pinterest, 90% dos usuários dizem que a plataforma os ajuda a determinar o que comprar.

Apesar de Sciarra – que não respondeu aos pedidos de entrevista da Forbes – não trabalhar na companhia desde o início de 2012, ele foi, na verdade, o primeiro cofundador ao lado de Silbermann. Em 2008, os colegas de classe de Yale lançaram inicialmente uma startup chamada Cold Brew Labs, cujo primeiro produto foi um aplicativo de compras para o iPhone. Logo depois, Evan Sharp entrou no projeto como chefe criativo. Juntos, eles lançaram, em março de 2010, a primeira versão para desktop do Pinterest, que se baseava em salvar e compartilhar imagens por meio de coleções virtuais.

Depois que Sciarra deixou o Pinterest, em abril de 2012, decidiu investir na empresa de capital de risco Andreessen Horowitz, que é uma investidora da plataforma social. Em seguida, o empresário se envolveu com a startup em que esteve focado desde então: a Joby Aviation, que está criando táxis aéreos para resolver o problema de congestionamento e longos deslocamentos. Sciarra é presidente executivo da Joby, que tem escritórios em Santa Cruz e San Carlos, na Califórnia, desde 2014. Ele diz que se concentra em três coisas na startup: garantir que a empresa esteja criando o produto certo para o problema que estão tentando resolver, construir a organização e realizar tarefas como desenvolvimento de negócios e captação de recursos.

Sciarra investiu na rodada semente da Joby, na Série A de 2016 e na Série B de 2018, e a startup arrecadou mais de US$ 130 milhões de investidores do Capricorn Investment Group, 8VC, JetBlue Technology Ventures, Toyota AI Ventures (um braço da montadora japonesa Toyota) e Intel Capital. Em fevereiro de 2018, o empreendedor fez uma publicação em um blog sobre o próximo capítulo da Joby e sua missão de permitir que as pessoas economizem uma hora por dia em seus deslocamentos “com apenas um clique”, chegando a um destino cinco vezes mais rápido do que se usasse um carro e com zero emissão de gases poluentes.

Enquanto isso, Silbermann e Sharp continuam no Pinterest como CEO e diretor de comunicação, respectivamente. Sharp tem uma participação muito menor na empresa do que qualquer um de seus cofundadores – 1,1%, avaliada em cerca de US$ 260 milhões.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).