Ibovespa engata 3ª alta e volta aos 100 mil pontos

Índice da bolsa paulista subiu 2,37% no pregão de hoje

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
Getty Images
Getty Images

O principal índice da bolsa paulista subiu 2,37%, a 100.524,43 pontos

Acessibilidade


O Ibovespa engatou a terceira alta seguida hoje (29), voltando a superar os 100 mil pontos, após divulgação do PIB brasileiro do segundo trimestre melhor do que o esperado e um relativo alívio no conflito comercial entre Estados Unidos e China.

LEIA MAIS: Ibovespa avança seguindo recuperação de Wall Street

O principal índice da bolsa paulista subiu 2,37%, a 100.524,43 pontos, com isso esvaziando a perda de agosto na penúltima sessão do mês. O giro financeiro da sessão somou 17,6 bilhões de reais.

No Brasil, o destaque foi o aumento de 0,4% no Produto Interno Bruto de abril a junho na comparação com o trimestre anterior, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado veio acima da expectativa de crescimento de 0,2%, de acordo com pesquisa da Reuters.

“A notícia do PIB foi ótima e muito positiva para o mercado. Todos estávamos muito nervosos com a possibilidade de o Brasil entrar em recessão técnica… Não foi o que vimos”, afirmou o diretor de operações da corretora Mirae Asset, Pablo Spyer.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

No cenário internacional, Wall Street repercutiu declaração do presidente dos EUA, Donald Trump, de que os negociadores dos EUA e da China têm conversas marcadas com o objetivo de aliviar tensões comerciais ainda nesta quinta-feira “em um nível diferente”, mas não deu detalhes.

Mais cedo, o mercado já havia se animado com comentários da China de que prefere resolver com calma a questão comercial com os EUA, e que os países estão discutindo a próxima rodada de negociações presenciais marcada para setembro.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: