Mercado norte-americano de cannabis deve atingir US$ 30 bilhões até 2025

GettyImages/PictureAlliance
Mercado de cannabis nos EUA se mantém em desenvolvimento e promete crescer rapidamente até 2025

Resumo:

  • Novo relatório, que avalia a situação do mercado de cannabis nos Estados Unidos, foi feito em parceria com uma produtora de cânhamo;
  • Vendas têm projeção de crescimento de até 14% por ano até 2025;
  •  A expectativa dos especialistas é que cada vez mais estados permitam o uso de cannabis medicinal e recreativa;
  • A maioria dos políticos democratas já demonstraram apoio ao debate sobre a cannabis e devem falar sobre o assunto nas eleições de 2020.

A pesquisadora de cannabis New Frontier Data (NFD), sediada em Washington, publicou um novo relatório, em que analisa detalhadamente as previsões e tendências do mercado. Projeções de receita, o mercado irregular, comportamento dos consumidores e o potencial de interação com o mercado norte-americano de opioides também foram estudados. Chamado de “A Perspectiva Industrial do Mercado Americano de Cannabis 2019”, o documento contém mais de cem páginas e visa investidores, donos de negócios, governos, acadêmicos e pesquisadores. John Kagia, chefe da área de informações da NFD, afirma que “o relatório deve interessar a qualquer pessoa que queira entender o crescimento e evolução da cannabis legalizada.” A produção do documento foi feita em parceria com a Global Cannabinoids, uma produtora de cânhamo derivado de extratos e formulações canabinoides, localizada em Las Vegas.

LEIA MAIS: Rei da cannabis: Boris Jordan se torna o único bilionário da maconha

Os resultados mais importantes do relatório foram os seguintes:

  • As vendas legalizadas totais de cannabis nos estados devem aumentar em uma taxa anual de crescimento composto (TACC) de 14% nos próximos seis anos, chegando a quase US$ 30 bilhões em 2025. O número leva em consideração a projeção provável que mais estados irão legalizar o produto. Atualmente, 33 estados e a capital possuem mercados legalizados de marijuana, enquanto dez estados e a capital também permitem mercados de recreação de cannabis.
  • As vendas anuais de cannabis medicinal foram projetadas para crescer a uma TACC de 17% até 2025, chegando ao valor de US$ 13,1 bilhões.
  • Vendas para uso adulto devem crescer a 16%, alcançando US$ 16,6 bilhões em valor.
  • Em torno de 38,4 milhões de adultos nos Estados Unidos consomem cannabis pelo menos uma vez ao ano, de fontes legais ou ilícitas.
  • 36% dos consumidores de cannabis afirmaram usá-la diariamente, 59% usam a planta pelo menos uma vez por semana.
  • 45% dos consumidores de cannabis são pessoas com idade entre 25 e 44 anos.

Na previsão do relatório, a fundadora e CEO da New Frontier Data, Giadha Aguirre de Carcer, afirmou que a estimativa de US$ 30 bilhões em vendas legalizadas para 2025 é “significante”, considerando que o grupo tende a abordar as projeções cuidadosamente “ou até de maneira conservadora”. Em um pronunciamento ao público, Giadha ainda completou dizendo que “investimentos estrangeiros na indústria de cannabis norte-americana seguem firmes e o consumo doméstico continua crescendo, especialmente com a legalização de novos estados.”

LEIA TAMBÉM: Israel descriminaliza o uso adulto de cannabis

Quando questionada sobre quais informações no último relatório foram surpreendentes, John Kagia declarou que muitos crescimentos pareciam ter “se beneficiado do momento em que vivemos”. Os eventos citados vão da popularidade do mercado de CBD (canabidiol) nos primeiros momentos da aprovação da Lei Agrícola, em dezembro de 2018, até o crescimento da performance de novos mercados legalizados, como Nevada e Oklahoma, “com turistas de cannabis procurando clínicas renomadas nesses estados, e os últimos números arrasadores como os mercados de cannabis que crescem mais rapidamente no país”.

Além disso, somado ao fluxo crescente e contínuo de capital na indústria da cannabis, Kagia notou uma “importante reavaliação do lugar da planta na sociedade e o aumento de debates sobre legalização em capitais e comunidades locais por todo o país”. Mesmo com impedimentos legislativos ainda barrando alguns estados, como Nova York e Nova Jersey, de prosseguir com a legalização, o apoio e a pressão popular fizeram o debate assumir grande importância no cenário político.

E TAMBÉM: Produtora de cannabis medicinal fará IPO na bolsa de Londres

Praticamente todos os candidatos presidenciais democratas “têm mostrado apoio à algum tipo de reforma das políticas federais de cannabis, tornando mais prováveis os debates sobre o assunto no ciclo eleitoral de 2020”, completou Kagia. Com a maioria dos norte-americanos apoiando a legalização, de acordo com a última pesquisa da Gallup, e “o apoio entre eleitores jovens sendo muito maior do que o de eleitores mais velhos, a tendência em direção a uma visão acolhedora da cannabis será geracional”.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).