5 perguntas para responder antes de lançar uma startup

cyther5/gettyimages
cyther5/gettyimages

Não existe o momento perfeito para lançar uma ideia. Apenas vá em frente, divirta-se e aproveite a viagem

Está na hora de lançar a minha startup? Essa é uma pergunta que todo empreendedor já se fez em algum momento da vida. E a questão é ainda mais relevante para startups de alto potencial de crescimento e escalabilidade. Foque naquilo que realmente importa.

As perguntas a seguir fornecem uma boa base para refletir sobre o melhor caminho a seguir. Mas lembre-se: não existe o momento perfeito para lançar uma ideia. Apenas vá em frente, divirta-se e aproveite a viagem.

VEJA TAMBÉM: O que esperar do mercado de startups em 2020

Veja, na galeria de imagens a seguir, 5 perguntas essenciais para responder antes de lançar uma startup:

  • 1. Devo me tornar um empreendedor?

    Essa é uma pergunta que só você pode responder e não está relacionada à sua capacidade. Não há dúvida de você é capaz. O que é necessário considerar é se você realmente gostaria de se tornar um empreendedor.

    Tim Robberts/gettyimages
  • 2. Quero ser o melhor?

    Nem todos os empreendedores querem ser os melhores. Mas, quem se propõe a ter um negócio escalável bem-sucedido, geralmente é altamente competitivo e quer estar entre os melhores do mundo. Essa fome impulsiona um foco obsessivo no produto, uma obstinação em entender o cliente e um cuidado extremo para atrair os melhores talentos. Toda essa dedicação para se sobressair e ser o melhor é o que leva empreendedores de sucesso a alcançar taxas de crescimento estelares em suas startups. Eu não aceito nada menos do que um produto sublime, um conhecimento detalhado do perfil do cliente e o melhor talento para a minha nova startup insurtech Rwnl. Não tenha dúvidas: estou aqui para fazer minha iniciativa ser a melhor do setor – e você deve almejar o mesmo para o seu negócio.

    Tim Robberts/gettyimages
  • 3. Sou apaixonado pela minha ideia?

    Não há nada de errado em não morrer de amores pela sua startup. No entanto, se você busca lançar um negócio escalável e com alto potencial de crescimento, é preciso ser enlouquecidamente apaixonado pela sua iniciativa. Você será capaz de acreditar no seu potencial mais do que qualquer pessoa, porque é o único que pode idealizar o que vem pela frente – além da energia e resistência proporcionadas pela paixão de se fazer o que gosta. Não tenha dúvida de que o amor pelo seu negócio pode fazer com que você escolha continuar durante tempos forem difíceis e dançar de alegria quando o momento for bom. Isso vai contagiar sua equipe, seus clientes, seus fornecedores e qualquer indivíduo que tope com você pela frente – todos vão querer trabalhar com você pela sua positividade e energia.

    Luis Alvarez/gettyimages
  • 4. Minha startup pode render ganhos?

    Se você quer ser o melhor e é realmente apaixonado pela sua startup, já está no caminho do sucesso. No entanto, não negligencie o potencial resultado financeiro. Muitos empresários esquecem de considerar que seus negócios podem ganhar dinheiro a longo prazo. Tudo o que você precisa fazer é calcular o valor de aquisição do cliente, o montante gasto para atender esse consumidor e comparar os resultados com o valor da vida útil do cliente. Se o resultado for maior que o custo, você tem um bom negócio.

    Richard Drury/gettyimages
  • 5. Tenho o apoio das pessoas que serão afetadas pela minha decisão?

    A última questão, mas não menos importante, é se você conversou com as pessoas que o cercam e que serão afetadas pela sua decisão. É provável que a pressão de montar uma startup impacte você e suas conexões mais próximas pela dedicação exigida – longas horas de trabalho, pouca ou nenhuma remuneração inicial, altas e baixas emocionais. Não subestime o impacto que estes fatores podem causar na sua família e grupo de amigos. Dedique um tempo para abrir o jogo com eles, principalmente com seu núcleo familiar. Ter apoio das pessoas que o cercam pode facilitar sua trajetória nos negócios.

    Morsa Images/gettyimages

1. Devo me tornar um empreendedor?

Essa é uma pergunta que só você pode responder e não está relacionada à sua capacidade. Não há dúvida de você é capaz. O que é necessário considerar é se você realmente gostaria de se tornar um empreendedor.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).