Elon Musk diz que cripto não será fonte primária de dados financeiros

Yichuan Cao/NurPhoto via Getty Images
Elon Musk mantem sua opinião sobre o bitcoin desde 2014

Na última semana, o CEO da Tesla e da SpaceX Elon Musk apareceu no podcast “Third Row Tesla” para discutir uma variedade de tópicos, entre eles suas companhias anteriores, seu trabalho atual e suas opiniões sobre o futuro da tecnologia. No episódio, perguntaram a Musk suas opiniões em relação ao bitcoin e ao mercado cripto, algo sobre o qual ele tuita com frequência.

“Eu não tenho opinião formada em relação ao bitcoin”, disse Musk em termos gerais sobre a tecnologia financeira. Também perguntaram a Musk como ele e sentiu quando leu o white paper do bitcoin escrito por Satoshi Nakamoto pela primeira vez, ao que ele respondeu que “acha que foi bem inteligente.”

LEIA MAIS: Entenda porque o bitcoin e suas versões começaram o ano bem

Apesar de Musk ver valor no bitcoin como uma ferramenta para transações ilegais, ele não parece ser muito fã da teoria de que o bitcoin seja o novo “ouro digital”.

Cripto funciona para transações resistentes à censura

A medida em que Musk se aprofundava no tópico, sua tese geral do bitcoin foi se tornando mais clara. “Isso deixa as pessoas envolvidas com cripto bravas, mas existem transações lá que não estão dentro da lei”, Musk explicou. “Obviamente existem muitas leis em diversos países. Normalmente, dinheiro vivo é usado para tais transações. Mas, para transações ilegais acontecerem, o dinheiro também tem de ser usado para transações legais. Uma ponte do ilegal para o legal é necessária, e é aí que entra o cripto.”

Quando questionado se ele estava falando de atividades na dark web, Musk respondeu que “ela não pode ser completamente obscura, ou como as pessoas comprariam coisas comuns? Dinheiro vivo é algo pouco usado esses dias, e é cada vez mais difícil de utilizá-lo. Alguns lugares nem aceitam mais pagamentos em dinheiro. Então, existe algo que liga transações ilegais, semi-legais e em alguns casos, legais. Existe o lado legal e o ilegal.”

Enquanto Musk valoriza o bitcoin como uma ferramenta para pagamentos que não seriam permitidos de outra maneira, o CEO da Tesla vê também a necessidade de uma ponte entre o mercado negro movido pelo cripto e a economia legal.

Notavelmente, uma lei introduzida no congresso norte-americano em janeiro deste ano teria um impacto enorme na regulamentação do bitcoin como uma moeda funcional nos Estados Unidos.

VEJA TAMBÉM: Porque o bitcoin pode alcançar a marca dos US$ 50.000 em 2020

O bitcoin não será o centro primário de dados financeiros

Mesmo com Musk vendo o bitcoin como uma ferramenta para transações ilegais em uma sociedade que usa cada vez menos dinheiro em espécie, ele pareceu desprezar a ideia de que a criptomoeda pode virar uma moeda de reserva global. “Eu vejo o cripto substituindo o dinheiro efetivamente”, disse Musk. “Mas não com um substituto primário. Eu não vejo o cripto como um centro de dados financeiros primário.”

O investidor bilionário Ray Dalio também afirmou não acreditar no potencial do bitcoin de virar uma reserva de valor deste porte (similar ao ouro) durante uma entrevista com a CNBC em janeiro. Tendo dito isso, dados do segundo semestre de 2019 indicam que a visão de que o bitcoin é o novo “ouro digital” vem crescendo no mercado cripto. Essa é uma das primeiras tendências do bitcoin para se prestar atenção em 2020.

As expectativas de que mais investidores institucionais virão para o mercado do bitcoin se aproximam junto ao próximo “halving”, e elas vêm de previsões de alta para o mercado cripto em 2020. Um executivo da indústria previu até que o preço do bitcoin vai alcançar a marca dos US$ 50 mil até o fim do ano.

Em seu comentário final sobre bitcoin, Musk esclareceu que ele não tem nenhum tipo de objeção moral em relação ao bitcoin. “Às vezes, isso pode ser visto como uma postura de julgamento minha em relação ao cripto, mas, na verdade, muitas coisas que são ilegais não deveriam ser ilegais,” Musk explicou. “Eu acho que, às vezes, governos têm leis demais. Eles não deveriam considerar tantas coisas ilegais.”

Musk vem sendo bem consistente com sua visão do bitcoin ao longo dos anos, tendo compartilhado pensamentos similares desde 2014.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).