Com pandemia, Peugeot registra queda anual de 16% em receitas do 1º tri

ReproduçãoForbes
ReproduçãoForbes

Para a montadora, as piores quedas serão na Europa e na América Latina

A Peugeot SA informou hoje (21) queda anual de 16% nas receitas do primeiro trimestre de 2020, que totalizaram € 15,18 bilhões. Segundo a montadora, trata-se de uma consequência da pandemia de novo coronavírus, que levou à suspensão de atividades nas fábricas.

Os números antecipam uma contração generalizada no mercado automotivo global.

LEIA MAIS: Fiat Chrysler e Peugeot aceleram trabalho para fusão

“Depois de garantir sua liquidez e reduzir drasticamente seus custos, o grupo agora se concentra totalmente em preparar a recuperação em um ambiente econômico caótico”, disse Philippe de Rovira, diretor financeiro da PSE Groupe, empresa controladora da Peugeot.

A montadora reduziu suas perspectivas de mercado para o ano inteiro devido aos danos econômicos causados pelo coronavírus e agora espera uma queda de 25% no mercado automotivo na Europa, recuo de 10% na China, retração de 25% na América Latina e queda de 20% na Rússia. Fonte: Dow Jones Newswires. (com Agência Estado)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).