Gigante coreana de games vai gastar US$ 1,5 bilhão em empresas de entretenimento

Reprodução Forbes
Reprodução Forbes

Owen Mahoney, presidente e CEO da Nexon

A Nexon, empresa sul-coreana desenvolvedora de jogos, anunciou na terça-feira (2) planos de investir US$ 1,5 bilhão em outras empresas listadas como criadoras de entretenimento.

O investimento é “um bom uso do capital da Nexon em um mercado definido por um baixa taxa de juros”, Owen Mahoney, CEO da Nexon, declarou. A Nexon afirma que possuía 518 bilhões de yens (US$ 4,8 bilhões de dólares) em capital até o dia 31 de março.

VEJA TAMBÉM: Warner Music movimenta US$ 1,9 bi em maior IPO dos EUA de 2020

“A indústria de entretenimento mundial está passando uma profunda mudança, de entretenimento linear para o interativo. Nós estamos procurando por empresas que compartilham das mesmas ideias que a nossa visão aqui na Nexon, de criar e sustentar grandes propriedades intelectuais por meio de diversos mercados, e também por diversos tipos de formatos ao longo de um grande período de tempo”, ele acrescentou.

A companhia sediada em Tóquio ainda afirmou que não revelará mais detalhes em quais companhia eles irão investir o seu capital. No ano passado, a Nexon adquiriu a Embark Studios, uma produtora de jogos eletrônico suéca.

O investimento em meio à incerteza no ambiente de negócios devido a crise do coronavírus, com muitas empresas de diversas áreas, voltando atrás com seus investimentos. Mas a Nexon vem embarcando na onda do crescimento das plataformas de entretenimento online nestes tempos de distanciamento social e quarentenas. A empresa também afirmou que no primeiro quarto semestral de lucros, “tem sido poupada da turbulência [da crise causada pelo Covid-19] devido ao mínimo contato físico com os consumidores”.

As ações da Nexon tem batido recordes, acima de 60% neste ano, até agora. A ascensão também, favoreceu o patrimônio do seu fundador, Kim Jung-ju, que aumentou de US$ 6,3 bilhões para US$ 9,3 bilhões desde a última vez que a Forbes calculou o total de suas riquezas. Kim, 52 anos, é atualmente o terceiro homem mais rico da Coreia do Sul, depois de Lee Kun-hee, fundador da Samsung, e Seo Jung-jin, fundador da Celltrion.

A Nexon reportou uma receita melhor do que o esperado no primeiro trimestre, com 82,8 bilhões de yens (US$ 770 milhões), menor que 11% do que havia calculado no mesmo período do ano passado. A empresa espera uma receita de 59 bilhões a 64 bilhões de yens no segundo trimestre, crescimento de 10% a 19% na comparação anual.

A Nexon tem mais de 600 jogos em 190 países. Os jogos mais famosos são MapleStory, KartRider and Dungeon Fighter.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Inscreva-se no Canal Forbes Pitch, no Telegram, para saber tudo sobre empreendedorismo: .

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).