Starbucks pausa anúncios em mídias sociais para impedir disseminação do discurso de ódio

Getty Images
O Starbucks não irá participar da campanha de boicote “Stop Hate For Profit”

O Starbucks irá pausar seus anúncios publicitários em todas as plataformas de mídias sociais enquanto tenta da melhor maneira ajudar a impedir a disseminação do discurso de ódio, disse a empresa em comunicado hoje (28).

A empresa irá “realizar discussões internas e com parceiros de mídia e organizações de direitos civis para impedir a disseminação do discurso de ódio”, afirmou o comunicado.

LEIA MAIS: Unilever deixará de anunciar no Facebook e no Twitter nos EUA até fim de 2020

Uma reportagem da “CNBC” hoje acrescentou que essa pausa nas redes sociais do Starbucks não incluirá o YouTube, de propriedade do Google. E a empresa continuará publicando nas mídias sociais mas sem posts pagos.

A reportagem também diz que, embora o Starbucks esteja pausando a publicidade, não irá participar da campanha de boicote “Stop Hate For Profit” , que começou no início deste mês.

Mais de 160 empresas, incluindo a Verizon e a Unilever, assinaram a campanha para parar de comprar anúncios no Facebook, a maior plataforma de mídia social do mundo. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Inscreva-se no Canal Forbes Pitch, no Telegram, para saber tudo sobre empreendedorismo.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).