Companhia aérea TransAsia encerra atividades após dois acidentes fatais em dois anos

Empresa taiwanesa sofreu prejuízos desde os acontecimentos que causar quase 100 mortes.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Empresa taiwanesa sofreu prejuízos desde os acontecimentos que causar quase 100 mortes

Empresa taiwanesa sofreu prejuízos desde os acontecimentos que causaram quase 100 mortes

Acessibilidade


A companhia aérea taiwanesa TransAsia será dissolvida após dois acidentes fatais nos últimos dois anos. O comunicado foi feito pelo Chairman da empresa, Vincent Lin, ontem (22). O fechamento deixou vários clientes no prejuízo. A empresa aérea informou que irá montar uma equipe de emergência para garantir que os clientes sejam reembolsados pelas passagens compradas.

LEIA MAIS: CADE aprova compra de 10% das ações da Latam pela Qatar Airways

A TransAsia foi manchete ao redor do mundo no ano passado quando um de seus aviões foi filmado ao bater em uma ponte e afundar em um rio em Taipei. A batida matou 43 pessoas. A investigação descobriu que o capitão da aeronave desligou por engano um dos motores em funcionamento após a decolagem.

A companhia aérea sofre com problemas financeiros desde o acidente. Em 2015, a perda foi de US$ 36 milhões, e nos primeiros 9 meses deste ano o prejuízo subiu para US$ 69 milhões.

Após a queda em Taipei, as medidas de segurança usadas pela empresa foram testadas e os pilotos que falharam nos principais testes foram punidos.

A TransAsia também foi alvo de investigação em julho de 2014 por causa de outro acidente fatal. O voo GE222 caiu durante o processo de aterrissagem nas ilhas Penghu, província de Taiwan, e matou 48 pessoas.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

VEJA TAMBÉM: 10 melhores aeroportos do mundo em 2016 para descansar

As ações da TransAsia caíram 7% em Taiwan quando os planos de suspender as operações da empresa foram divulgados. A bolsa de valores teve suas transações interrompidas ontem.

De acordo com a Agência Central de Notícia de Taiwan, após o anúncio feito pela empresa na segunda-feira (21) de que os voos do dia seguinte seriam todos cancelados, oficiais do governo taiwanês iniciaram uma investigação sobre a venda de ações da companhia.

Funcionários da companhia venderam ações na segunda-feira, aumentando os boatos de que a companhia iria suspender as operações em breve. A companhia aérea não divulgou quantos empregos seriam perdidos no processo de fechamento da empresa.

Compartilhe esta publicação: