CVM americana processa Elon Musk, que perde US$ 1,1 bi

Órgão regulador de valores mobiliários acusa empresário de fraude no Twitter.

Noah Kirsch
Compartilhe esta publicação:
Joe Skipper/Reuters
Joe Skipper/Reuters

Elon Musk, presidente-executivo da Tesla, em 06/02/2018

Acessibilidade


O órgão regulador de valores mobiliários dos Estados Unidos entrou hoje (27) com processo contra o presidente-executivo da Tesla, Elon Musk, 47, acusando-o de fraude por fazer uma série de declarações “falsas e enganosas” no Twitter sobre a possibilidade de fechar o capital da montadora elétrica. Na acusação, a Securities and Exchange Commission (SEC) disse que Musk “sabia ou foi negligente em não saber” que enganava investidores em 7 de agosto dizendo a seus mais de 22 milhões de seguidores no Twitter que poderia remover a Tesla da lista por US$ 420 a ação e que tinha “financiamento garantido”. Como resultado do anúncio do processo movido pela SEC, as ações da Tesla despencaram mais de 10% no pregão, declínio que fez com que o patrimônio líquido de Musk caísse quase US$ 1,1 bilhão. Ele agora possui cerca de US$ 20,1 bilhões, o que faz dele a 47ª pessoa mais rica do mundo.

LEIA MAIS: Bilionário japonês compra a 1ª passagem para a Lua

A queixa também critica os tuítes subsequentes em que Musk disse que “o apoio dos investidores está confirmado” e que um “fundo para fins especiais” pode ser criado para os investidores que ficarem com a empresa. A Tesla não estava imediatamente disponível para comentar. O processo judicial desta quinta-feira faz de Musk um dos executivos de mais alto perfil a ser acusado pela SEC por fraude de valores mobiliários.

O órgão norte-americano também quer impedir Musk de administrar empresas listadas, o que incluiria a Tesla, além de uma multa civil. A SEC não tem poder de penalização criminal.

Musk respondeu às alegações em um comunicado enviado por email. “Essa ação injustificada da SEC me deixa profundamente triste e desapontado”, disse ele. “Sempre tomei providências no melhor interesse da verdade, transparência e investidores. Integridade é o valor mais importante da minha vida e os fatos vão mostrar que nunca comprometi isso — de forma alguma.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

LEIA MAIS: Elon Musk revela novo traje espacial da SpaceX

Musk há muito tempo usa o Twitter para criticar investidores que apostam contra a montadora, e vários processos judiciais de investidores foram movidos contra ele e a Tesla pelos tuítes. Em 24 de agosto, depois que as notícias sobre a investigação da SEC se tornaram conhecidas, Musk escreveu no site da empresa que a Tesla permaneceria listada, citando a resistência dos investidores.

O anúncio se dá em um momento difícil para Elon Musk, criticado por aparentemente ter fumado maconha no podcast Joe Rogan e processado por ter insinuado que um socorrista que trabalhou no resgate do time de futebol de meninos presos na Tailândia era pedófilo.

(Com informações da Reuters)

Compartilhe esta publicação: