Por que momentos de crise podem ser ideais para reinventar sua carreira

GettyImages/ Oliver Rossi
GettyImages/ Oliver Rossi

Mudanças na carreira são mais comuns atualmente e o momento de isolamento social e quarentena pode ser ideal para isso

A disseminação do coronavírus criou uma situação sem precedentes. Isso está nos fazendo ficar em casa, reduzir gastos e repensar nossas prioridades.

Economistas consultados pelo “Wall Street Journal” prevêem que o desemprego nos Estados Unidos atingirá a taxa mais alta já registrada, com 16,1%, em abril. Em tempos como esses, a reação humana natural é a aversão ao risco.

LEIA MAIS: Zoho Corp. lança aplicativos para ajudar estudantes e trabalhadores durante Covid-19

Morgan Housel, autor do livro “The Psychology of Money” (“A Psicologia do Dinheiro”, em tradução livre), disse à CNBC: “Quando você de repente acordou para a realidade de que o mundo é muito mais frágil do que se pensava, você começa a ter menos apetite por correr riscos no futuro do que antes”.

Então, a pergunta é: este é o momento certo para reinventar sua carreira? E a resposta é: absolutamente.

Veja como na galeria a seguir:

  • Flexibilidade

    A nova normalidade criou uma certa flexibilidade para muitos de nós que não existia anteriormente. Em vez de passar uma ou duas horas por dia indo ao escritório, podemos sair da cama e encontrar nossos colegas de trabalho no Zoom para a reunião semanal da equipe. Até a happy hour se tornou virtual para diminuir os sentimentos de isolamento social. Você pode finalmente encontrar um “ritmo” em termos de trabalhar remotamente. Com mais controle sobre sua agenda, você tem mais tempo para se dedicar a outras áreas da sua vida. Use esse momento para dar um passo atrás e reinventar sua carreira. Explore várias opções. Conecte-se com pessoas de áreas que o interessem, mas que você nunca teve tempo de investigar. Atualize seu currículo e perfil do LinkedIn. Trabalhe em sua marca pessoal. Você sempre quis escrever um livro? Agora pode ser um bom momento para começar a montar um esboço e entrar em contato com possíveis editoras. Mais importante, mantenha a mente aberta e abrace as possibilidades.

    GettyImages/ Ridofranz
  • Oportunidade

    A pandemia permitiu que muitos trabalhadores aprendessem novas habilidades. Por exemplo, talvez você tenha aprendido a gerenciar uma equipe remota ou a se apresentar virtualmente. Se você acabou de perder o emprego, é uma oportunidade de mudar sua maneira de pensar. Como a autora Marianne Williamson disse: “Você deve aprender uma nova maneira de pensar antes de poder dominar uma nova maneira de ser”. Talvez você não precise trabalhar para uma empresa da “Fortune 500” ou conduzir uma Lamborghini para se sentir bem-sucedido. Ou talvez você seja vice-presidente de marketing, mas seu sonho sempre foi iniciar seu próprio negócio. Talvez você trabalhe em publicidade, mas pense há anos em se tornar um coach de vida. Você pode até decidir voltar a estudar para obter outros conhecimentos ou certificações para buscar um campo totalmente novo. Seja qual for o caso, considere diferentes opções e avalie quais se encaixam melhor com seus objetivos, valores e prioridades. Quais são seus pontos fortes, dons e talentos naturais? Essa pode ser a oportunidade perfeita para colocar todos eles em prática.

    GettyImages/ Tom Werner
  • Aceitação

    Antes do coronavírus, já era amplamente reconhecido que as carreiras não eram mais lineares. Um estudo do LinkedIn descobriu que a geração millennial muda de emprego quatro vezes na primeira década depois da faculdade. Essa taxa é quase o dobro da geração anterior. Agora, com a pandemia, é ainda mais aceitável reinventar sua carreira. Anteriormente, sempre que você fazia uma grande mudança, um potencial empregador provavelmente a questionava. Agora, provavelmente cerca de 16% da população dos EUA está desempregada, e muitos não terão escolha a não ser fazer uma mudança na carreira. Isso faz com que isso seja o novo normal.

    GettyImages/ Sunwoo Jung
  • Possibilidades

    Nunca é tarde para pressionar o botão de reset e reinventar sua carreira. Veja a milionária Barbara Corcoran. Depois de atingir seu objetivo de se tornar a “rainha dos imóveis de Nova York” e vender sua empresa por US$ 66 milhões em 2001, Corcoran agora é uma personalidade de TV, especialista em negócios e juíza no programa “Shark Tank” da ABC. Existe também o exemplo de J.K. Rowling, que durante anos trabalhou como professora na Câmara de Comércio e como secretária e pesquisadora bilíngue da Anistia Internacional. Então, em uma viagem de trem em 1990, de repente, criou uma história sobre um jovem garoto bruxo e seus amigos, e todos conhecem o resto da história.

    GettyImages/ Carlina Teteris

Flexibilidade

A nova normalidade criou uma certa flexibilidade para muitos de nós que não existia anteriormente. Em vez de passar uma ou duas horas por dia indo ao escritório, podemos sair da cama e encontrar nossos colegas de trabalho no Zoom para a reunião semanal da equipe. Até a happy hour se tornou virtual para diminuir os sentimentos de isolamento social. Você pode finalmente encontrar um “ritmo” em termos de trabalhar remotamente. Com mais controle sobre sua agenda, você tem mais tempo para se dedicar a outras áreas da sua vida. Use esse momento para dar um passo atrás e reinventar sua carreira. Explore várias opções. Conecte-se com pessoas de áreas que o interessem, mas que você nunca teve tempo de investigar. Atualize seu currículo e perfil do LinkedIn. Trabalhe em sua marca pessoal. Você sempre quis escrever um livro? Agora pode ser um bom momento para começar a montar um esboço e entrar em contato com possíveis editoras. Mais importante, mantenha a mente aberta e abrace as possibilidades.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).