Avaya foca em inteligência artificial no Brasil em 2020

Divulgação
Divulgação

Marcio Rodrigues, presidente da Avaya no Brasil

A Avaya está mais presente no mercado brasileiro do que aparenta. A empresa lida com inovações usadas no dia a dia das companhias, todas desenvolvidas por parceiros que, em grande parte, são gigantes do setor de tecnologia.

Ferramentas baseadas em inteligência artificial e serviços de nuvem são algumas das ofertas da Avaya, desenvolvidas por meio de parcerias com Google, IBM e Dell, por exemplo. Os clientes são, muitas vezes, os próprios parceiros, mas a companhia também atende a empresas de vários outros setores, como call centers e operadoras de telemarketing.

Em entrevista exclusiva à FORBES Brasil no evento anual da empresa, o Avaya Engage, em Phoenix, Arizona, o presidente da empresa no Brasil, Marcio Rodrigues, falou sobre planos da companhia para o país em 2020 e revelou que a principal novidade está relacionada aos avanços da inteligência artificial.

Os produtos a serem ofertados no Brasil, com data de lançamento prevista para março, incluem inovações principalmente para o setor de atendimento ao cliente.

Exemplos das inovações na área de IA são o reconhecimento de voz para detectar emoção positiva ou negativa – tanto do cliente quanto do atendente – e a transcrição, em tempo real, do diálogo entre eles. Para Rodrigues, o setor de atendimento é muito abrangente, já que toda empresa tem clientes para atender. “Qualquer companhia pode ser uma cliente da Avaya”, diz ele.

O Brasil foi o mercado número 1 em compras de serviços de nuvem da Avaya da América Latina. De acordo com Rodrigues, mais de 70.000 “portas” foram vendidas no ano fiscal de 2019. Para o executivo, “cloud é mandatório”. A empresa continuará em 2020 com seus dois tipos de nuvem, a privada – para apenas uma empresa, o que facilita a customização – e a pública – para mais de uma empresa, aumentando o alcance do cliente e baixando os custos.

No Brasil, a Avaya mantém suas parcerias com gigantes como Google e IBM. Rodrigues acredita que a implementação da tecnologia pode transformar o mundo do atendimento, e diz que o Brasil é referência quando o assunto é adoção de novos recursos. O principal motivo para isso é a complexidade do mercado brasileiro, muito customizado. As “tropicalizações” muitas vezes têm papel crucial no progresso das inovações e na atualização de tecnologias já existentes. “O mercado brasileiro exige o que há de melhor e a inteligência artificial é primordial”, diz.

Galib Karim Rivas, vice-presidente da Avaya na América Latina, corrobora a posição de Rodrigues, e diz que o Brasil é um país conhecido pela adoção de novas tecnologias, principalmente em função do grande número de startups do país. Entre os principais parceiros da Avaya em terras brasileiras atualmente estão Dell e HP.

O executivo diz que o objetivo é fechar mais 70 parceiros na América Latina até o fim do ano. Atualmente, a companhia atua em todos os países e ilhas latino-americanos, e emprega mais de 1.200 funcionários. Junto com o México, diz Rivas, o Brasil é um dos maiores mercados da companhia.

****

Programa de Aceleração da Visa está com inscrições abertas

Estão abertas, até 13 de março, as inscrições para o Programa de Aceleração Visa. A quarta edição da iniciativa realizada anualmente busca promover o empreendedorismo e a inovação e gerar novas conexões de negócios entre os players da indústria de pagamentos do Brasil. O programa procura startups com soluções disruptivas que melhorem a experiência dos clientes e seus usuários finais ou que gerem uma maior eficiência operacional (B2B, B2C ou B2B2C). A Visa tem interesse em 12 áreas: pagamentos, transações, gestão financeira, big data, machine learning, inteligência artificial, automação comercial, gestão de vendas e soluções para PDV, melhorias de processos, CRM, blockchain e mobilidade urbana.

Para se inscrever, as startups que almejam alavancar vendas, expandir investimentos, ajustar estratégias ou até mesmo profissionalizar suas operações e conexões, deverão estar em fase de crescimento ou escala, possuir uma base de clientes sólida e com receita. “Já passaram pelo programa 66 startups e muitas estão no mercado ganhando destaque e fazendo negócios”, conta Percival Jatobá (foto), vice-presidente de inovação e soluções da Visa do Brasil.

Após o fim das inscrições, as startups pré-selecionadas passarão por uma banca avaliadora composta por integrantes da Visa e do mercado. Os selecionados serão anunciados no dia 7 de abril, durante o Pitch Fest.

****

Divulgação
Divulgação

Thiago Brandão e Nara Iachan, sócios da Cuponeria

Cuponeria movimenta R$ 120 milhões em 2019

A Cuponeria acaba de fechar seu balanço de 2019 com um total movimentado de R$ 120 milhões. Foram cerca de 13 milhões de cupons emitidos, que geraram uma economia de R$ 24 milhões para os 5 milhões de usuários da plataforma. As categorias mais procuradas pelos consumidores foram restaurantes, bares, produtos de beleza e vestuário. Os números indicam crescimento de 50% da startup. Para 2020, a expectativa é crescer na mesma proporção. Até agora, mais de 1 milhão de cupons já foram emitidos e novas parcerias foram fechadas, entre elas, com Toddy, Doritos, Rexona e Cabify.

****

Unidas anuncia carros elétricos na operação de terceirização de frotas

A Unidas anunciou a inclusão de veículos elétricos em sua frota para terceirização, tornando-se a primeira empresa do tipo no país a viabilizar a oferta de modelos sustentáveis. “Os carros elétricos contribuem consideravelmente para a preservação do meio ambiente por não emitirem CO2, mas sabemos que sua inserção no mercado brasileiro ainda é um desafio devido aos altos custos de importação e impostos. Por tudo isso, tornar esse projeto viável é uma grande vitória não só para a Unidas, mas para todo o Brasil”, afirma Dirley Ricci, head de novos projetos da companhia. Está incluída na oferta a consultoria para orientar os clientes quanto à instalação de estações próprias de recarga dos veículos, operação e manutenção dos mesmos.

****
Divulgação

Tallis Gomes é eleito embaixador da BMW no Brasil

Fundador da Easy Táxi e atual CEO da Singu, plataforma de serviços de beleza delivery, Tallis Gomes foi escolhido como um dos embaixadores da BMW no Brasil. O movimento – que conta também com Fiorella Mattheis, Gabriel Wickbold e Thiago Mansur – faz parte de uma estratégia de comunicação e marketing que contempla a cocriação de conteúdos orgânicos junto a pessoas de protagonismo em áreas primordiais para a montadora.

LEIA MAIS: “Ter ideia é fácil, difícil é executar”, diz Tallis Gomes, fundador de Easy Taxi e Singu

****
Cia. Hering abre nova edição do programa de conexão com startups

Para acelerar seu ecossistema de inovação, a Cia. Hering anunciou a abertura de uma nova edição do programa de conexão com startups. Em parceria com a Spin, plataforma de conexão entre startups, indústrias em transformação e investidores interessados em criar negócios exponenciais, a companhia lançou um desafio batizado de “LawTech”, que tem o objetivo de eliminar barreiras e promover inovação, ganhos de eficiência, redução de custos e minimização de burocracias nas áreas jurídica e de compliance da tradicional indústria têxtil.

A meta da companhia é encontrar pequenas empresas com produtos e/ou serviços validados nestas categorias, cujas soluções estejam prontas para uso nas especialidades cível, trabalhista e tributária – exceto peticionamento nestas três temáticas –, gestão contratual, compliance, risk assessment, due diligence, gestão de documentos e jurimetria.

As startups têm até o dia 29 de fevereiro para efetuar suas inscrições. As selecionadas serão convidadas a participar de um pitch online com especialistas da companhia. As soluções que tiverem mais aderência ao negócio farão um projeto piloto, com possibilidade de fornecer produtos e serviços para a empresa de 139 anos.

****
Renato Pizzutto

Pesquisa da RME revela as referências das empreendedoras brasileiras

Entre os dias 9 e 15 de dezembro, a RME, rede de apoio ao empreendedorismo feminino com 750 mil pessoas conectadas, realizou uma enquete para descobrir quem eram as referências das empreendedoras brasileiras. Batizada de “Empreendedoras de Destaque 2019”, a iniciativa constatou que Roberta Marques, idealizadora do Divas Dance, programa para jovens senhoras com base em aulas de dança, é a inspiração na categoria pequeno porte. Cristina Junqueira (foto), cofundadora do Nubank, foi lembrada na modalidade grande porte, enquanto Cammila Yochabell, da Jobecam, levou a categoria startup. Nas outras duas – negócio social e mentora -, as mais votadas foram Debora Pieretti, do Instituto Amor em Mechas, e Camila Farani, da G2 Capital, respectivamente.

Ana Fontes, fundadora da Rede Mulher Empreendedora, conta que o pedido de indicação do público não tem por objetivo ser limitante, mas sim colocar em evidência trabalhos bem executados e que fizeram a diferença na vida de muitas mulheres em 2019, além de inspirar outras mais para a transformação no mundo do empreendedorismo.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).