Dólar sobe ante real acompanhando exterior

Reprodução/Forbes
Às 10:05, o dólar avançava 0,27%, a US$ 4,3410 na venda

O dólar registrava alta contra o real na manhã de hoje (18), acompanhando o movimento de valorização de moedas seguras no exterior em meio a temores sobre o impacto econômico do surto de coronavírus.

Às 10:05, o dólar avançava 0,27%, a US$ 4,3410 na venda, enquanto o contrato mais negociado de dólar futuro subia 0,29%, a US$ 4,342.

VEJA MAIS: Dólar fecha em alta e colado em R$ 4,33 com incertezas sobre protesto de caminhoneiros

O dólar à vista fechou em alta de 0,66%, a US$ 4,3295 no último pregão.

No exterior, a moeda norte-americana ganhava contra a maior parte das divisas emergentes e arriscadas, com os investidores globais temerosos em relação aos efeitos do novo coronavírus sobre os negócios depois que a Apple afirmou ontem (17) que não vai cumprir sua estimativa de receita deste primeiro trimestre por causa da epidemia.

Peso mexicano, lira turca, rand sul-africano e dólar australiano, considerados moedas arriscadas, caíam todos cerca de 0,5% contra o dólar, enquanto o índice que mede a divisa dos EUA ante uma cesta de rivais ganhava quase 0,3%.

“Hoje, investidores reagem negativamente à redução nas projeções de vendas da gigante Apple neste trimestre, em clara consequência ao surto do coronavírus na China, e voltam a pesar os impactos – ainda nebulosos – do Covid-19 na China e no mundo”, disse em nota a operadora Commcor.

O vírus, que matou quase 1.870 pessoas e infectou mais de 72 mil, já provocou restrições rígidas de viagens e movimentos que mantiveram muitas empresas fechadas, interrompendo a demanda e o fornecimento de bens e serviços na China, maior parceiro comercial do Brasil.

O Banco Central ofertará hoje até 13 mil contratos de swap tradicional com vencimento em agosto, outubro e dezembro de 2020, para rolagem de contratos já existentes.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).