4 hábitos escandinavos para ter uma vida mais saudável

Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

Existem muitas razões pelas quais o Brasil fica atrás em comparação a expectativa de vida do norte da Europa

De acordo com dados da ONU, a expectativa de vida média para alguém que nasceu hoje no Brasil é de 75,96 anos. Os países escandinavos, Suécia (83,3), Noruega (82,9) e Dinamarca (81,4), têm classificações superiores, assim como as nações nórdicas Islândia (83,5) e Finlândia (82,5).

Existem muitas razões pelas quais o Brasil fica atrás em comparação com o norte da Europa, como a abordagem do sistema de saúde e das pensões. Mas será que parte do quebra-cabeça está nos hábitos de vida simples?

LEIA MAIS: Por que cuidar da saúde mental é fundamental em tempos de crise

Depois de quase 10 anos morando e explorando a região, descobri alguns hábitos escandinavos saudáveis ​​com os quais todos nós, não escandinavos, podemos aprender.

Veja na galeria de imagens a seguir:

  • Friluftsliv: a alegria de estar ao ar livre

    Friluftsliv é um amálgama das palavras norueguesas para ar fresco e vida ou estilo de vida. Os escandinavos –especialmente os noruegueses– são caminhantes. Mas o estilo de vida não tem nada a ver com exibir as vistas de sua caminhada no Instagram. É um termo cunhado pela primeira vez pelo dramaturgo Henrik Ibsen no século 19 e que resistiu ao teste do tempo.

    Adotar o hábito não precisa envolver caminhadas exaustivas ou mesmo o ato de sair da sua cidade. Pode ser tão simples quanto dar um passeio pelo parque local para se reconectar com a natureza, mas é claro que isso significa não olhar para uma tela enquanto o faz.

    Stanislaw-Pytel/ Getty Images
  • A simples dieta escandinava

    Muitos restaurantes da região priorizam ingredientes frescos, locais e sazonais, sempre que possível.

    Os pratos geralmente registram um baixo número de “quilômetros por prato”, combinando o melhor dos fiordes com o melhor das montanhas. Peixes e frutos do mar são pontos em comum, enquanto cogumelos e frutas vermelhas estão entre os acompanhamentos mais populares.

    No entanto, deve-se notar que os escandinavos amam hambúrguer, pizza congelada e delivery tanto quanto qualquer outra pessoa. Mesmo assim, vários estudos confirmaram os benefícios da dieta nórdica para a saúde, então, pelo menos eles estão são saudáveis em equilíbrio.

  • Trabalhe para viver, não viva para trabalhar

    Se você estiver trabalhando em um escritório escandinavo às 17h, é provável que esteja ali por conta própria. O horário de trabalho raramente se estende além do habitual 7h às 15h ou 8h às 16h, geralmente terminando mais cedo nas sextas-feiras e no verão. Em muitas empresas, escolher trabalhar até tarde raramente é visto como algo positivo. Em vez disso, os chefes podem pensar que você tem muito trabalho a fazer e que não consegue gerenciar sua carga de trabalho.

    Além disso, a maioria dos escandinavos recebe um generoso tempo de férias. Licença remunerada de cinco semanas é a norma na maior parte da região. Além disso, algumas empresas experimentam dias de trabalho de seis horas, e o conceito de uma semana de trabalho com apenas quatro dias é ocasionalmente utilizado.

    É claro que adotar esse hábito escandinavo é mais difícil do que mudar a dieta ou dar uma caminhada, mas ainda há muito a dizer sobre como sair do escritório na hora certa e reservar as noites com a família em vez de ficar mandando e-mails.

    1000Hours/Getty Images
  • O verdadeiro significado de “hygge”

    Seguindo a forte comercialização do termo “hygge” –palavra nórdica para um clima de aconchego– nos últimos anos, você poderia ser perdoado por pensar que a felicidade é garantida na compra de uma vela ou almofada certa. “Hygge, para mim, nunca foi algo que você pudesse comprar”, explicou a escritora dinamarquesa Laura Byager.

    Claro, acender velas e sentar entre almofadas faz parte disso, mas também desacelerar, passar bons momentos com amigos e familiares e simplesmente estar presente. “Para mim, hygge é conforto. Existe apenas na ausência completa de estresse e incômodo e se alimenta de sentimentos de felicidade e relaxamento”, acrescenta Byager.

    Westend61/Getty Images

Friluftsliv: a alegria de estar ao ar livre

Friluftsliv é um amálgama das palavras norueguesas para ar fresco e vida ou estilo de vida. Os escandinavos –especialmente os noruegueses– são caminhantes. Mas o estilo de vida não tem nada a ver com exibir as vistas de sua caminhada no Instagram. É um termo cunhado pela primeira vez pelo dramaturgo Henrik Ibsen no século 19 e que resistiu ao teste do tempo.

Adotar o hábito não precisa envolver caminhadas exaustivas ou mesmo o ato de sair da sua cidade. Pode ser tão simples quanto dar um passeio pelo parque local para se reconectar com a natureza, mas é claro que isso significa não olhar para uma tela enquanto o faz.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Saúde Mental, no Telegram, e tire suas dúvidas.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).