Genial Investimentos e fintech Gorila firmam parceria de open banking

 Sasin Paraksa/Getty Images
Sasin Paraksa/Getty Images

Clientes da Genial poderão acompanhar, consolidar e calcular o retorno de suas carteiras de investimentos pelo aplicativo Gorila

A Genial Investimentos e a fintech Gorila anunciaram hoje (6) uma parceria em open banking.

Os clientes da Genial contarão com a integração das plataformas, podendo acompanhar, consolidar e calcular o retorno de suas carteiras de investimentos pelo aplicativo Gorila e da própria Genial.

“A integração foi feita por meio da troca de dados entre as APIs da Genial e do Gorila, o que dará segurança, escalabilidade e velocidade para a operação”, afirmaram as empresas em comunicado conjunto.

LEIA MAIS: XP compra participação em plataforma digital Antecipa

Profissionais de investimentos parceiros da Genial também poderão se conectar aos serviços do Gorila PRO, voltado para o público corporativo.

A parceria também prevê que com a integração das plataformas, os demais clientes da base do Gorila possam ter acesso à prateleira de produtos financeiros e experiência digital da Genial Investimentos.

Siga todas as novidades da Forbes Insider no Telegram

No final de 2019, o Gorila recebeu uma rodada de investimentos de R$ 35 milhões liderada pela Ribbit Capital e acompanhada por Monashees, Iporanga e Canary.

Atualmente, a Genial tem mais de R$ 36 bilhões em ativos sob custódia e cerca de 270 mil clientes. O Gorila possui 215 mil usuários e sua plataforma conta com mais de R$ 30 bilhões em ativos controlados. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Inscreva-se no Canal Forbes Pitch, no Telegram, para saber tudo sobre empreendedorismo: .

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).