Ibovespa avança com volume reduzido, sem Wall Street por feriado nos EUA

gettyimages-NurPhoto
gettyimages-NurPhoto

O giro financeiro da sessão somou R$ 14,6 bilhões

O principal índice brasileiro de ações avançou hoje (3), em dia de volume reduzido e sem a referência das bolsas de Nova York, que não abriram por feriado nos Estados Unidos.

O Ibovespa subiu 0,55%, a 96.764,85 pontos. O giro financeiro da sessão somou R$ 14,6 bilhões. Na semana, o índice avançou 3,1%.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

A alta veio mesmo após passar grande parte do dia sem direção definida, refletindo uma cautela global diante de um aumento nos casos de coronavírus nos Estados Unidos, que derrubou bolsas europeias e minou o otimismo dos investidores sobre as perspectivas de recuperação da economia.

Para Jefferson Laatus, estrategista-chefe do Grupo Laatus, a retomada econômica e a expectativa de um vacina contra o vírus dão ânimo ao mercado, mas se uma segunda onda de infecções “fechar a economia vamos ver o mercado precificar negativamente”.

A contração da atividade de serviços do país diminui em junho, chegando a 35,9, contra 27,6 em maio, mas ainda longe da marca de 50 –que separa crescimento de contração.

No âmbito político, o secretário do Tesouro, Mansueto Almeida, afirmou que a reforma tributária deverá ser enviada pelo ministro Paulo Guedes ao Congresso em agosto. Em live do Itaú BBA, ele disse ser preciso começar o debate sobre reforma tributária o mais cedo possível para ver em quais partes é possível um consenso para aprovação. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Inscreva-se no Canal Forbes Pitch, no Telegram, para saber tudo sobre empreendedorismo: .

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).