Inflação e expectativas mais elevadas para déficit fiscal pesam sobre o Ibovespa na abertura do pregão

O Ibovespa abre em queda hoje (23), perdendo 0,11% no início da sessão e indo a 97.184 pontos às 10h33, horário de Brasília. Ontem, após uma sessão marcada pela volatilidade, o indicador ganhou força e encerrou o pregão com ganhos de 0,31%. No mesmo horário, o dólar ganhava 0,72%, negociado a R$ 5,50, enquanto o Euro avançava 0,46% a R$ 6,43.

No Brasil, os investidores acompanham a elevação da expectativa para o déficit primário em 2020 pelo Ministério da Economia de R$ 787,45 bilhões, para R$ 861 bilhões no ano. Os dados foram divulgados em relatório na noite de ontem.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Pesa ainda sobre o cenário local a prévia da inflação de setembro divulgada nesta manhã pelo IBGE. Em setembro, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) acelerou a alta a 0,45%, o nível mais alto em oito anos.

O Ibovespa se descola dos mercados globais que operam com ganhos nesta manhã. Às 10h33, horário de Brasília, o S&P500 subia 0,10% e do Down Jones tinha alta de 0,50%. Na Europa, o FTSE 100 avançava 1,98% no mesmo horário.

Dados prévios de setembro do Índice Gerente de Compras (PMI, na sigla em inglês) revelam que a economia da zona do euro já sente os impactos das novas restrições adotadas frente ao crescimento dos casos de Covid-19. O setor de serviços é o mais impactado e puxa retração no mês, segundo o relatório. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).