Pressionado por cenário fiscal, Ibovespa recua 1,15%; dólar sobe para R$ 5,64

Reprodução/Forbes

A polêmica proposta de financiamento do Renda Cidadã – programa social que deve substituir o Bolsa Família – continuou pesando sobre o humor do mercado nesta terça-feira (29). O uso de recursos de precatórios e do Fundeb para bancar a iniciativa foi recebida ontem com preocupação pelo mercado, que vê na medida sinais de que a “contabilidade criativa” do Governo entrou em ação para financiar os gastos públicos ante a crise aberta pela pandemia. O Ibovespa
encerrou a sessão com queda de 1,15%, aos 93.580 pontos.

No mercado de câmbio, o dólar teve um dia de altos e baixos, também pressionado pelo cenário das contas públicas, avançando 0,14% e fechando a R$ 5,64 na venda.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Em relatório, a analista de macroeconomia da XP Investimentos, Rachel Sá, destacou que o “adiamento do pagamento dos precatórios não exime o governo da responsabilidade de pagá-los” e que “limitar o pagamento de precatórios a 2% da receita corrente líquida elevaria a incerteza jurídica sobre esse instrumento, que hoje é base de uma relevante indústria de investimentos”.

O secretário do Tesouro, Bruno Funchal, afirmou nesta terça-feira que o mercado deu um “sinal muito claro” sobre a forma de financiamento do Renda Cidadã.

No exterior, as incertezas políticas e econômicas, além do aumento no número de casos de coronavírus seguem preocupando os investidores. Em Wall Street, o S&P 500 e o Dow Jones fecharam em queda de 0,48% cada, enquanto o Nasdaq perdeu 0,29% no dia. O pregão foi marcado pela cautela dos investidores antes do primeiro debate entre os presidenciáveis Joe Biden e Donald Trump, marcado para a noite de hoje, às 22h, horário de Brasília.

Na Europa, os principais índices acionários reverteram os ganhos do dia anterior e encerraram a sessão do lado negativo da tabela. Além das preocupações quanto ao avanço do coronavírus, o mercado é afetado pela contínua incerteza sobre um acordo para o Brexit. O FTSE 100 encerrou com perda de 0,51%, o DAX recuou 0,35%, o CAC 40 desvalorizou 0,23%, enquanto o Stoxx 600 e o FTSE MIB caíram 0,52% cada. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).