Bolsas europeias e futuros em Wall Street operam em forte queda

D3sign/GettyImages
D3sign/GettyImages

Profundas perdas refletem as preocupações com os impactos da segunda onda de contaminações por coronavírus nos Estados Unidos e na Europa

As bolsas europeias engatam o terceiro dia consecutivo de fortes quedas nesta quarta-feira (28), com perdas lideradas pelo índice alemão DAX, que recuava 2,96% às 7h12, horário de Brasília. Na região, todos os principais índices acionários tinham queda acima de 1% no mesmo horário: FTSE 100 (-1,49%), CAC 40 (-2,69%), Stoxx 600 (-1,91%) e FTSE MIB (-2,69%).

Os futuros em Wall Street também estão sob pressão nesta manhã, com o Dow Jones perdendo 1,59%, o S&P 500 em baixa de 1,32% e o Nasdaq caindo 0,97%. As profundas quedas refletem as preocupações com os impactos da segunda onda de contaminações por coronavírus nos Estados Unidos e na Europa. Apenas ontem, os EUA confirmaram 73,200 novos casos com crescimento nas infecções em crianças, enquanto o continente europeu tem registrado mais de 120 mil casos diários na última semana.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Mas enquanto a zona do Euro aposta em novas e duras restrições sociais para combater o vírus, os norte-americanos devem ter outro foco. No domingo, o chefe de gabinete da Casa Branca, Mark Meadows, afirmou: “não vamos controlar a pandemia”. Ao invés disso, o governo deverá concentrar esforços em vacinas e tratamentos para a doença que já matou mais de 225 mil pessoas e contaminou outras 8 milhões no país.

De acordo com a CNN, existem 44 vacinas contra a Covid-19 em fase de testes, mas a eficácia e cronograma de utilização na população ainda são incertos. Enquanto isso, os países mais afetados pela segunda onda já lidam com hospitais sobrecarregados e aumento no número de mortos ocupando unidades refrigeradas.

Além do coronavírus, os investidores adequam suas posições para o pleito eleitoral da próxima semana nos EUA, movimento que deve ganhar força nos próximos dias, enquanto mais empresas reportam seus resultados do terceiro trimestre. Em Wall Street, hoje serão conhecidos os balanços da General Electric, Boeing, Mastercard, Ford e Visa, entre outras companhias.

Na Ásia, as bolsas fecharam em campo misto pressionadas pelo cenário externo, mas com fôlego na China impulsionado pela listagem do Ant Group e por ações das indústrias de consumo e saúde. O Nikkei 225, recuou 0,29%, o Hang Seng perdeu 0,32% e o BSE Sensex teve queda de 1,48%, enquanto o Shanghai Composite avançou 0,46% na sessão. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).