Bolsas operam no azul à espera de novos dados sobre o mercado de trabalho nos EUA

Henglein and Steets/Getty Images
Henglein and Steets/Getty Images

O bom humor é ainda fruto das expectativas em torno de mais estímulos fiscais no país

Os futuros dos principais índices acionários dos EUA operam com ganhos no início desta quinta-feira (8) com os investidores aguardando números sobre os pedidos de auxílio-desemprego no país. A expectativa do mercado é de melhoras marginais nos dados à medida em o mercado de trabalho dá sinais de recuperação. Os dados serão divulgados nesta manhã.

Às 7h11, horário de Brasília, os futuros do S&P 500 ganhavam 0,34%, do Dow Jones avançavam 0,31% e do Nasdaq tinham alta de 0,57%.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

O bom humor é ainda fruto das expectativas em torno de mais estímulos fiscais para as companhias aéreas, pequenos negócios e famílias norte-americanas. Sem acordo em pontos cruciais das negociações, democratas e republicanos já discutem enviar um projeto de lei independente para as empresas de aviação. De acordo com fontes ouvidas pelo The Wall Street Journal, os investidores já precificam uma vitória de Joe Biden nas eleições de 3 de Novembro, o que representaria mais estímulos à economia.

Os mercados na Europa também operam no azul nesta manhã. No mesmo horário, o FTSE 100 subia 0,32%, enquanto o DAX, da Alemanha, tinha ganhos de 0,53%. O CAC 40 valorizava 0,34%, o Stoxx 600 avançava 0,53% e o FTSE MIB, da Itália, trabalhava com alta de 0,49%.

Na Ásia, os principais índices fecharam o dia com ganhos, com o Nikkei 225 subindo 0,96% e o BSE Sensex valorizado em 0,78%, a exceção é o Hang Seng, de Hong Kong, que caiu 0,20% após informações de que a Casa Branca discute restrições às plataformas de pagamento digital chinesas Tencent Holding e Ant Group.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).