Embraer reduz prejuízo no 4º trimestre para US$ 3,3 milhões com mais entregas

A Embraer reportou hoje (19) prejuízo líquido de US$ 3,3 milhões no quarto trimestre, reduzindo significativamente o resultado negativo em relação ao mesmo período do ano anterior, em resultado beneficiado por mais entregas de jatos comerciais e aviões militares.

Ainda assim, a Embraer, a terceira maior fabricante de aviões do mundo, teve um prejuízo total de US$ 732 milhões em 2020, mais que o dobro da perda de 2019, reflexo do efeito da pandemia de Covid-19, que paralisou as viagens aéreas.

LEIA TAMBÉM: Ibovespa opera em alta com recuperação em Wall Street

No último trimestre, a companhia teve receita de US$ 1,8 bilhão, 12% abaixo do ano anterior, enquanto a receita do ano inteiro caiu 31%.

No ano, além do coronavírus, o resultado da Embraer foi afetado pelo colapso de um acordo de US$ 4,2 bilhões com a Boeing em abril.

A partir do balanço, não ficou claro se a fabricante de aviões considera que o pior já passou, uma vez que a Embraer disse que não divulgaria projeções financeiras e operacionais porque suas perspectivas permanecem incertas.

A aviação comercial foi o segmento mais atingido da Embraer em 2020. A receita caiu 25% devido a entregas menores, embora a fabricante de aviões tenha entregue metade de todos os seus jatos para 2020 no último trimestre, o que ajudou a aumentar sua posição de caixa em US$ 1,2 bilhão no trimestre. (Com Reuters)

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).