Forbes Radar: Braskem, Cemig, Lojas Americanas e outros destaques corporativos

No Forbes Radar de hoje (8), a Petrobras recebeu seis indicações do governo para o seu conselho de administração, enquanto as Lojas Americanas anuncia planos de abrir 150 novas lojas físicas ao longo de 2021.

Veja estas e outras notícias de negócios do dia:

Petrobras (PETR4)

A Petrobras recebeu ofícios do Ministério de Minas e Energia e do Ministério da Economia com seis indicações para a próxima Assembleia Geral Extraordinária para os cargos de membros do Conselho de Administração da companhia:

  • Eduardo Bacellar Leal Ferreira – Presidente do Conselho
  • Joaquim Silva e Luna
  • Ruy Flaks Schneider
  • Márcio Andrade Weber
  • Murilo Marroquim de Souza
  • Sonia Julia Sulzbeck Villalobos

A União ainda pode realizar mais duas indicações de membros ao Conselho de Administração da Petrobras.

Braskem (BRKM5)

A Braskem informou que a Norges Bank Investment Management alienou as ações preferenciais classe A de emissão da petroleira, reduzindo sua participação para 16 milhões de ativos, que representam 4,92% do total dos papéis da Braskem.

O Norges Bank informou ainda que a redução da participação societária teve por objetivo a mera realização de operações financeiras, não objetivando alteração do controle acionário ou da estrutura administrativa da companhia.

Oi (OIBR3) e BTG Pactual (BPAC11)

A Oi prorrogou por mais um mês o acordo com um grupo de fundos de investimentos geridos ou controlados pelo banco BTG Pactual, representado por meio da Globalnet Cabos Submarinos, para a aquisição de 51% da Unidade Produtiva Isolada (UPI) InfraCO.

O novo prazo para conclusão do negócio agora vai até o próximo dia 5 de abril. Com o prolongamento da data, a Oi poderá receber novas propostas de outros proponentes.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Cemig (CMIG4) e Renova (RNEW2)

A Cemig informou que a sua controlada Renova (em recuperação judicial) recebeu R$ 362 milhões provenientes de um empréstimo na modalidade Debtor in Possession (termo utilizado para definir empresas em falência). O financiamento foi contratado pela sua subsidiária Chipley SP Participações, através de uma Cédula de Crédito Bancário estruturada pela Quadra Gestão de Recursos.

Os recursos obtidos com a transação permitirão a retomada das obras para conclusão da implantação e entrada em operação comercial do Complexo Eólico Alto Sertão III Fase A. De acordo com a Cemig, o sucesso da transação e a finalização das obras do Complexo são pilares estratégicos e fundamentais para o saudável seguimento da companhia, além de marcos relevantes do nosso compromisso com o plano de reestruturação do Grupo Renova.

Lojas Americanas (LAME4)

A Lojas Americanas manterá sua estratégia de abertura de lojas físicas, mesmo com a forte migração de compras para o comércio eletrônico, disseram executivos da companhia na última sexta (5).

“A abertura de lojas faz parte da nossa estratégia”, disse o diretor-presidente da Lojas Americanas, Miguel Gutierrez, durante teleconferência com analistas sobre os resultados do quarto trimestre, frisando que, no plano de longo prazo, a expectativa é de abrir cerca de 150 novas unidades em 2021.

A declaração veio em resposta a uma pergunta sobre se a estratégia de abertura de lojas ainda faz sentido diante das medidas de isolamento social tomadas para conter a pandemia do coronavírus, que levaram consumidores a buscar o e-commerce.

A Lojas Americanas divulgou na última semana lucro líquido praticamente estável no quarto trimestre de 2020, de R$ 400,4 milhões. O desempenho operacional do Ebitda (Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) recuou 5,8% em termos ajustados, para R$ 993,5 milhões.

A receita líquida caiu 4,8%, para R$ 4,11 bilhões, com o custo de mercadorias vendidas e serviços prestados recuando 3% e despesas operacionais mostrando baixa de 2,9%.

Yuni

A incorporadora Yuni, especializada em projetos residenciais e comerciais de alto padrão em São Paulo, teve sua Oferta Pública Inicial (IPO) interrompida, segundo informações da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

O pedido de registro de companhia aberta da Yuni, conforme mostrado no sistema da CVM na última sexta (5), entrou na seção de processos indeferidos, o que, na prática, inviabiliza a oferta de ações. Não ficou claro de imediato se o encerramento do processo deve-se à desistência da própria empresa.

A Yuni havia pedido registro para IPO em agosto, em meio a uma onda do setor imobiliário rumo ao mercado de capitais brasileiro em busca de recursos para projetos de expansão.

A Yuni pretendia usar os recursos da oferta para comprar terrenos, reforçar o capital de giro e investir nas vendas através de canais digitais.

Focus Energia (POWE3)

A Focus Energia assinou contrato com a espanhola Soltec Power Holdings para a aquisição de equipamentos para um projeto fotovoltaico no Brasil, disse a companhia europeia em comunicado na sexta (5).

O acordo envolve o fornecimento pela Soltec Power dos chamados seguidores solares, que permitem que os painéis de uma usina acompanhem o movimento do sol durante o dia com o objetivo de aumentar a produtividade.

A Soltec disse que fornecerá à Focus 852 megawatts em seguidores, ou “trackers”, e que o início da fase de instalação do projeto está previsto para julho de 2021.

(Com Reuters)

Calendário de divulgação dos próximos resultados:

  • Magazine Luiza (MGLU3) – 08 de março
  • Marfrig (RFG3) – 08 de março
  • Santos Brasil (STBP3) – 08 de março
  • Smiles (SMLS3) – 08 de março

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).