WeWork usará esquema de fusão para abrir capital com avaliação de US$ 9 bilhões

Novo negócio da companhia de compartilhamento de escritórios envolve a empresa de aquisição de propósito específico BowX Acquisition.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Barcroft Media/Getty Images
Barcroft Medi/Getty Images

WeWork é a mais recente de uma série de empresas que usaram o esquema SPAC para chegar ao mercado

Acessibilidade


A WeWork decidiu abrir o capital por meio de uma fusão com a empresa de aquisição de propósito específico (SPAC, na sigla em inglês) BowX Acquisition, em um negócio que a avalia em US$ 9 bilhões de dólares, disse a empresa de compartilhamento de escritórios.

O negócio marca uma queda acentuada no valor da companhia ante os US$ 47 bilhões de dólares que a empresa deficitária valia em 2019, quando tentou um IPO que fracassou devido às preocupações de investidores sobre seu modelo de negócios.

LEIA TAMBÉM: China vai liderar recuperação das economias do Leste Asiático e Pacífico, diz Banco Mundial

O conglomerado japonês SoftBank Group, que divulgou seu investimento na WeWork pela primeira vez em 2017, manterá uma participação majoritária enquanto a empresa procura se proteger dos efeitos da pandemia de coronavírus.

“Acreditamos que a WeWork será a ação de oportunidades para a recuperação”, disse à “CNBC” em entrevista Vivek Ranadivé, fundador da Bow Capital Management.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A WeWork é a mais recente de uma série de empresas que usaram o esquema SPAC para chegar ao mercado. As SPACs são empresas de fachada que usam os recursos de uma listagem pública para comprar uma empresa privada.

O presidente-executivo da WeWork, Sandeep Mathrani, disse à “CNBC” que a empresa foi abordada pela BowX e outras SPACS em dezembro. “Achamos que era um bom momento para levantar liquidez adicional para garantir que teríamos um caminho para a lucratividade”, disse Mathrani.

Pouco antes da WeWork descartar seus planos de IPO, executivos de banco de investimento do Goldman Sachs haviam dito que a avaliação da startup poderia chegar a US$ 65 bilhões de dólares. Isso despencou para cerca de US$ 8 bilhões depois que o SoftBank foi forçado a estender um salva-vidas de financiamento para a WeWork.

A SoftBank e outros investidores concordaram em um lock-up de um ano para suas ações, de acordo com uma pessoa familiarizada com o assunto. Não ficou imediatamente claro se os acordos de bloqueio contêm disposições ou metas financeiras que permitiriam a venda antecipada dos papéis.

VEJA MAIS: Fabricante chinesa de smartphones Xiaomi fará veículos elétricos com Great Wall

Os atuais acionistas deterão cerca de 83% da empresa combinada, disse a WeWork.

Excluindo a ChinaCo, sua joint venture na China, a WeWork disse que espera ter um resultado operacional medido pelo Ebita ajustado positivo em 2022 e que a receita vai mais que dobrar até 2024.

A WeWork vai buscar US$ 1,3 bilhão de dólares em dinheiro com o negócio, incluindo US$ 800 milhões de dólares em investimento privado da Insight Partners, fundos administrados pelo Starwood Capital Group, Fidelity Management e outros, disse a empresa.

Após o fechamento da transação no terceiro trimestre de 2021, a SoftBank e seu Vision Fund terão uma representação minoritária no conselho, disse a WeWork. (Com Reuters)

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: