Gol fecha março com R$ 1,9 bilhões em caixa, queda de 10% ante fevereiro

Reuters/Sergio Moraes
Reuters/Sergio Moraes

O número médio diário de voos operados por ela no mês passado, 245, foi 31% menor na base sequencial

A Gol anunciou ontem (13) que fechou março com cerca de R$ 1,9 bilhão em caixa, uma queda de 10% em relação a fevereiro, o que mostrou como a volta de restrições à circulação impostas pelo recrudescimento da pandemia voltou a pressionar as companhias aéreas no Brasil. Segundo a empresa, excluindo o serviço da dívida, o consumo de caixa foi neutro no mês passado.

A companhia informou que a taxa de ocupação em seus voos em março atingiu 71,8%, queda de 9% ante fevereiro. O número diário médio de voos operados por ela no mês passado, 245, foi 31% menor na base sequencial.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

E a previsão é de que em abril a queda seja ainda maior, com estimativa de operar de 185 a 200 rotas diárias em média, com 50 aeronaves em operação.

A Gol previu que terá um prejuízo por ação de R$ 2,35 no primeiro trimestre e uma margem Ebitda de 20% a 22%, ante 46% no primeiro trimestre de 2020. A empresa também prevê ter um consumo diário de caixa da ordem de R$ 3 milhões em abril. (com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).