Samsung estima crescimento de 44% no lucro do 1º trimestre

Kim Hong Ji/Reuters
Kim Hong Ji/Reuters

A Samsung deve divulgar o balanço completo no final deste mês

A Samsung anunciou hoje (7) que seu lucro do primeiro trimestre subiu 44%. Os analistas atribuíram o desempenho a vendas elevadas de smartphones e TVs, enquanto em semicondutores a empresa enfrentou dificuldades na produção.

A companhia estimou nesta quarta-feira que o lucro operacional do primeiro trimestre somou 9,3 trilhões de wons (o equivalente a US$8,32 bilhões), dentro do esperado pela média de expectativas de analistas, segundo dados da Refinitiv.

LEIA MAIS: Nokia assina acordo de licenciamento de patentes com Samsung

Analistas afirmaram ainda que a divisão de dispositivos móveis da Samsung viu o lucro operacional subir de 1 trilhão de wons para cerca de 4,15 trilhões, impulsionado pelas vendas do Galaxy S21. As vendas do aparelho nas seis semanas desde o lançamento em janeiro superaram o volume vendido da versão anterior do telefone a uma razão de dois para um, segundo a empresa de pesquisa de mercado Counterpoint.

Enquanto isso, o lucro da divisão de televisores e aparelhos de consumo da Samsung mais que dobrou, para cerca de 1 trilhão de wons, afirmaram analistas, incentivado pelas medidas de isolamento social.

Na divisão de chips da Samsung, analistas afirmaram que o lucro provavelmente caiu 20%, para 3,6 trilhões de wons, por causa do custo envolvido na ampliação da produção doméstica e também por prejuízos na fábrica norte-americana da companhia, que ficou paralisada no Texas por causas de tempestades de frio em fevereiro.

A Samsung deve divulgar o balanço completo no final deste mês. A companhia afirmou que a receita subiu 17% no primeiro trimestre sobre um ano antes, para 65 trilhões de wons. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).