Provedora de internet por fibra óptica Desktop pede registro para IPO

Amanda Perobelli/Reuters
Amanda Perobelli/Reuters

A Desktop afirma no prospecto preliminar da oferta entregue à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) que tinha em abril 14 mil quilômetros de rede própria de fibra ótica

A provedora de internet de banda larga por fibra óptica Desktop pediu hoje (20) o registro para uma IPO (oferta inicial de ações), em busca de recursos financiar crescimento orgânico, comprar rivais e reforçar caixa.

A operação, que será coordenada por Itaú BBA, UBS-BB, BTG Pactual e Bradesco BBI, servirá também para que a Makalu Partners, que administra a participação do controlador da companhia, o fundo norte-americano HIG Capital, venda uma fatia no negócio.

LEIA MAIS: Google abrirá 1ª loja física em Nova York no verão norte-americano

A Desktop afirma no prospecto preliminar da oferta entregue à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) que tinha em abril 14 mil quilômetros de rede própria de fibra ótica, tendo cerca de 264 mil usuários ativos, em 37 cidades no interior paulista.

Criada em 1997 em Sumaré, interior de São Paulo, a companhia vem desenhando um plano de crescimento via aquisições desde que o HIG Capital comprou 60% da empresa, no ano passado.

No primeiro trimestre, a Desktop teve receita líquida de R$ 57,6 milhões. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).