Empresa de comércio eletrônico VTEX pede registro para IPO na Nyse

Yulia Reznikov/Getty Images
Yulia Reznikov/Getty Images

A VTEX, que tem o SoftBank entre os investidores, revelou no prospecto que teve um salto de 56% na receita no primeiro trimestre

A provedora brasileira de serviços para comércio digital VTEX anunciou hoje (25) que pediu registro na SEC (Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos) para realizar um IPO (Oferta Inicial de Ações) classe A.

A VTEX pretende listar ações ordinárias Classe A na Bolsa de Valores de Nova York com o símbolo VTEX, segundo informações do prospecto preliminar. JPMorgan, Goldman Sachs e Bank of America serão os principais coordenadores da oferta, com ajuda de KeyBanc, Morgan Stanley e Itaú BBA.

LEIA MAIS: VTEX recebe aporte de R$ 1,25 bilhão em rodada liderada por Tiger Global e Lone Pine Capital

A VTEX, que tem o SoftBank entre os investidores, revelou no prospecto que teve um salto de 56% na receita no primeiro trimestre. A VTEX tem Sony, Nestlé e McDonald’s entre seus clientes.

A VTEX iniciou operações no Brasil em 2000 e montou seu primeiro escritório no exterior em 2013, chegando aos Estados Unidos em 2017. Sua plataforma permite que os clientes executem sua estratégia de comércio, incluindo montagem de lojas online.

A companhia é o mais recente exemplo de empresas de comércio eletrônico que busca o mercado de capitais para financiar planos de expansão, após uma disparada das transações digitais no país na esteira do isolamento social para conter a pandemia da Covid.

Desde então, já se listaram na B3 o brechó online Enjoei, a plataforma de serviços de autônomos Getninjas e a varejista de produtos para o lar Westwing. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).