Economia brasileira esfriou em julho e deve desacelerar no 3º trimestre, segundo o Bank of America

O índice caiu a 1,12 ponto no mês passado, ante 3,03 pontos em junho

Redação
Compartilhe esta publicação:
Amanda Perobelli/Reuters
Amanda Perobelli/Reuters

Pessoas caminham na rua 25 de Março, de comércio popular, em São Paulo

Acessibilidade


A economia brasileira desacelerou em julho, dando sequência a movimento visto desde os picos de abril, disse o Bank of America com base em um índice proprietário que sugere moderação do crescimento da atividade no terceiro trimestre.

O índice caiu a 1,12 ponto no mês passado, ante 3,03 pontos em junho, de acordo com relatório do BofA assinado por David Beker, estrategista do banco na América Latina.

LEIA MAIS: Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Todos os componentes do índice caíram na leitura mensal, com a queda puxada pela redução de oferta de dinheiro. Houve ainda contribuições menores de leituras de confiança empresarial e do consumidor.

A perda de ímpeto também é vista nos números da média móvel de três meses, que caiu em julho para 3,92 pontos, de 6,18 pontos em junho.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Ainda assim, Beker segue prevendo forte recuperação da economia em 2021, com taxa de crescimento de 5,2%, ainda que um pouco abaixo da expectativa do mercado mostrada pela edição de hoje (9) da pesquisa Focus (+5,3%).

“Esperamos que o progresso da vacinação continue reduzindo a propagação da Covid, permitindo que as restrições de mobilidade continuem sendo suspensas”, disse Beker, citando ainda nova rodada de programas fiscais de ajuda.

“Os riscos negativos são o crescente ruído político, escassez de insumos, baixos níveis de reservatórios de água.” (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: