Simpar, controladora da JSL e Movida, planeja investir até R$ 12 bilhões em 2022

Valor é 20% maior que o montante de 2021 e virá do caixa das empresas da holding .

Vitória Fernandes
Compartilhe esta publicação:
Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

O capex líquido, que não inclui o valor de aquisições, é 1,8 vezes maior do que o investido no 3º trimestre de 2021

Acessibilidade


A Simpar (SIMP3), holding que controla as empresas JSL (JSLG3), Movida (MOVI3), Vamos (VAMO3), CS Brasil, CS Infra, BBC Leasing, Conta Digital e a rede de concessionárias Original, informou hoje (9) que investirá entre R$ 10 e R$ 12 bilhões em bens de capital no ano que vem.

O capex líquido, que não inclui o valor de aquisições, é 1,8 vezes maior do que o investido no 3º trimestre de 2021 e virá do caixa das companhias controladas, sem a necessidade de uma oferta de ações (follow-on).

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

“O capex de 2022 representa elevação de cerca de 20% em comparação ao verificado nos últimos doze meses”, afirma a Simpar no documento.

O CFO da empresa, Denys Ferrez, afirmou que a maior parte desse montante será destinado à expansão das frotas das empresas Movida e Vamos.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Nos últimos doze meses, a contar de dezembro de 2021, a Simpar investiu R$ 2 bilhões em aquisições. “Nós fizemos a base da empresa, nos preparamos e fizemos o planejamento para essas aquisições, que estão sendo pontuais e assertivas”, diz o CEO da empresa, Fernando Simões.

Para ele, os investimentos foram viabilizados pela resiliência das receitas das empresas da Simpar, que tiveram bom desempenho mesmo durante a pandemia da Covid-19.

Compartilhe esta publicação: