Alpargatas anuncia oferta primária de ações com valor estimado de R$ 2,5 bilhões; veja os destaques do Forbes Radar

Últimas notícias sobre: Hapvida, Notre Dame Intermédica, Eletromidia, Sabesp, Cogna e Valid Soluções.

Isabella Velleda
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


No Forbes Radar de hoje (11), a Alpargatas anunciou a realização de uma oferta primária de ações com esforços restritos, em valor estimado de R$ 2,52 bilhões. A oferta consistirá na distribuição pública primária de 37,5 milhões ações ordinárias e de 57,5 milhões ações preferenciais.

Já a Hapvida anunciou a aquisição de 100% do capital votante da Smile Saúde (Grupo Smile) por R$ 300 milhões.

Veja estes e outros destaques corporativos do dia:

Alpargatas (ALPA4)

A Alpargatas anunciou a realização de uma oferta primária de ações com esforços restritos, em valor estimado de R$ 2,52 bilhões, considerando a cotação de fechamento das ações preferenciais na Bolsa ontem (10), R$ 26,60. A oferta consistirá na distribuição pública primária de 37,5 milhões ações ordinárias e de 57,5 milhões ações preferenciais.

O preço por ação e o efetivo aumento de capital da companhia serão aprovados em reunião do Conselho de Administração a ser realizada após a conclusão do procedimento de bookbuilding.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Hapvida (HAPV3)

A Hapvida adquiriu 100% do capital votante da Smile Saúde (Grupo Smile), formado pelas empresas Esmale Assistência Internacional de Saúde Ltda., Hospital João Paulo II Ltda. e Mais Saúde Clínica Ltda., pela sua subsidiária integral Hapvida.

O Grupo Smile atua por meio de uma operadora de planos de saúde com cerca de 80 mil beneficiários. O preço de aquisição, incluindo o imóvel do hospital, é de R$ 300 milhões, sujeito ao desconto do endividamento líquido e retenção para garantia de eventuais contingências.

Notre Dame Intermédica (GNDI3)

A Notre Dame Intermédica celebrou um contrato de compra e venda para a aquisição do HSCOR (Hospital do Coração de Duque de Caxias), por R$ 83 milhões. A companhia passou a deter, de forma indireta, 100% das quotas do Hscor e dos imóveis onde se localiza o hospital.

O preço de aquisição foi pago à vista, em dinheiro, descontados o endividamento líquido e uma parcela retida para contingências. Em 2021, o Hscor apresentou um faturamento líquido de R$ 50,6 milhões.

Cogna (COGN3)

A Cogna aprovou a criação do programa de recompra de ações, que serão mantidas em tesouraria para posterior alienação ou cancelamento. A companhia poderá adquirir até 102.880.658 ações ordinárias, nominativas, escriturais e sem valor nominal, representativas de 5,482% das ações em circulação no mercado negociadas na Bolsa.

Atualmente, a Cogna possui 1.876.606.210 ações ordinárias em circulação e 2.860.602 ações ordinárias mantidas em tesouraria.

A empresa também anunciou a saída de Rodrigo Calvo Galindo do cargo de diretor presidente e, em substituição, a eleição de Roberto Afonso Valério Neto.

Sabesp (SBSP3)

A Sabesp informou que foi aprovada a realização da 30ª emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, em até duas séries, para distribuição pública com esforços restritos, no montante total de R$ 1 bilhão.

A oferta será destinada exclusivamente a investidores profissionais.

Eletromidia (ELMD3)

A Eletromidia foi confirmada como empresa vencedora do edital de concessão para fornecimento, instalação e manutenção de abrigos de ônibus e de câmeras de monitoramento em Porto Alegre, e a consequente exploração comercial dos espaços publicitários desses equipamentos.

Uma sociedade de propósito específico controlada pela companhia assinará o contrato no valor estimado de R$ 29,3 milhões e será responsável pela manutenção pelo prazo de 20 anos.

Valid Soluções (VLID3)

A Valid Soluções informou aos detentores das debêntures referentes à 8ª emissão de debêntures simples, emitidas em 10 de maio de 2021, que realizou o pagamento de juros da 1ª série no valor de aproximadamente R$ 32 por debênture, e o pagamento de principal também da 1ª série no valor total de R$ 100 por debênture totalizando R$ 3,5 milhões. (Com Reuters)

Compartilhe esta publicação: