Eletrobras tem queda do lucro em 2021 com aumento de provisões

A estatal registrou ganhos líquidos de R$ 5,71 bilhões, número 11% menor do que o registrado um ano antes.

Reuters
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


A Eletrobras fechou o ano de 2021 com um lucro líquido de R$ 5,71 bilhões, cifra 11% inferior à registrada em 2020, em meio a um forte aumento de provisões, informou a companhia na noite de ontem (18).

Embora a estatal de energia tenha registrado altas de dois dígitos na receita e no Ebtida (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), houve piora significativa na linha de provisões, que dobraram no ano passado.

VEJA TAMBÉM: Eletrobras Furnas investe em blockchain para acelerar inovação no setor elétrico

Dos R$ 14,9 bilhões em provisões contabilizadas, R$ 10,8 bilhões estão relacionados ao chamado empréstimo compulsório – mecanismo criado pelo governo nos anos 1960 para bancar investimentos da estatal no setor elétrico e cobrado de consumidores industriais, que hoje contestam e pedem ressarcimentos na Justiça.

A receita bruta da Eletrobras alcançou R$ 44,4 bilhões em 2021 (+26% na base anual), enquanto o Ebitda atingiu R$ 15,12 bilhões (+44%).

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O desempenho de 2021 também foi impactado positivamente pela repactuação do risco hidrológico (GSF, na sigla em inglês), com a extensão das concessões de hidrelétricas rendendo um valor adicional de R$ 4,3 bilhões à companhia.

Os investimentos da estatal, que passa por um processo de privatização, somaram R$ 4,7 bilhões no ano passado, bem abaixo dos R$ 8,2 bilhões orçados para o período.

Segundo a companhia, a frustração dos aportes decorre principalmente de dificuldades no projeto da usina nuclear Angra 3, além de problemas com fornecedores e matérias-primas para as unidades Angra 1 e 2.

Do lado financeiro, a companhia encerrou o ano com dívida líquida de R$ 21,6 bilhões, e uma alavancagem de 1,1 vez, medida pela relação de dívida líquida sobre o Ebitda recorrente dos últimos 12 meses.

ELETROBRAS NO 4º TRIMESTRE

Entre outubro e dezembro do ano passado, a companhia obteve um lucro líquido de R$ 610 milhões, queda de 52% no comparativo anual.

O desempenho foi positivamente impactado pelas atividades de geração de energia, além da redução do custo com pessoal, material e serviços (PMSO, na sigla em inglês) em 9% ante igual período de 2020.

Ainda no trimestre, as contingências se reduziram em R$ 1,66 bilhão, embora tenha havido um aumento de 803 milhões relacionado ao empréstimo compulsório.

Compartilhe esta publicação: