Mercado Livre investirá R$ 17 bi no Brasil em 2022, salto de 70%

A companhia afirmou em comunicado que o investimento faz parte da estratégia de crescimento e consolidação dos negócios no país.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
SOPA Images/Getty Images
SOPA Images/Getty Images

O Mercado Livre afirma que parte significativa do montante será destinada à ampliação de oferta do Mercado Pago, a fintech do grupo

Acessibilidade


O Mercado Livre anunciou hoje (22) uma projeção de investimentos de R$ 17 bilhões no Brasil em 2022, um aumento de 70% em relação ao ano anterior.

A companhia afirmou em comunicado que o investimento faz parte da estratégia de crescimento e consolidação dos negócios no país.

Além disso, a varejista afirma que parte significativa do montante será destinada à ampliação de oferta do Mercado Pago, a fintech do grupo.

Em fevereiro, o Mercado Livre anunciou a expectativa de inauguração de quatro novos centros de distribuição no Brasil em 2022, todos no estado de São Paulo, podendo dobrar o potencial de entregas de encomendas da empresa no país.

Mercado livre em alta

Segundo balanço financeiro divulgado em janeiro, o Mercado Livre obteve resultados fortes no quarto trimestre do ano passado. A empresa anunciou ontem que sua receita líquida somou U$ 2,1 bilhões no quarto trimestre, alta de 60,5% sobre um ano antes. Em moedas locais, a expansão foi de 73,9%. No Brasil, que representa 53% do faturamento da empresa, o avanço foi de 56% em dólares e de 62,4% em reais.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Apesar disso, a companhia segue em desaceleração, uma vez que o maior portal de comércio eletrônico da América Latina manteve esforços no engajamento das dezenas de milhões de usuários conquistados durante a pandemia e em obter fontes extras de receita para gradual rentabilização do negócio.

A desaceleração da receita refletiu um crescimento mais gradual tanto de novos clientes, quanto das vendas. A base de usuários únicos ativos somou 82,2 milhões no fim de 2021, 11,1% maior em 12 meses, após ter disparado 74% no ano anterior.

E o volume de vendas (GMV) de outubro a dezembro aumentou 21,2% em dólar (32,2% em moedas locais), atingiu U$ 8 bilhões, após um salto de 70% um ano antes.

Compartilhe esta publicação: