Ações da China fecham em baixa sob peso de novas restrições em Xangai

Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


XANGAI (Reuters) – As ações chinesas interrompera uma série de quatro sessões de ganhos para fecharem baixa nesta quinta-feira, com as ações de crescimento liderando as perdas, depois que partes de Xangai começaram a adotar novas restrições contra a Covid-19.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, fechou em baixa de 1,05%, enquanto o índice de Xangai caiu 0,76%.

O índice de Hong Kong Hang Seng recuou 0,66%, enquanto o China Enterprises Index perdeu 1,0%.

Os moradores do distrito de Minhang, em Xangai, receberam a ordem de ficar em casa por dois dias em uma tentativa de controlar os riscos de transmissão do coronavírus, com casos diários nacionais de Covid também aumentando ligeiramente durante a semana.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,04%, a 28.246 pontos.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,66%, a 21.869 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,76%, a 3.238 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 1,05%, a 4.175 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,03%, a 2.625 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,29%, a 16.621 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,50%, a 3.209 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 1,42%, a 7.019 pontos.

Compartilhe esta publicação: