Volume recorde de vendas impulsiona lucro da Ambev no 2º trimestre

O lucro líquido da empresa subiu para R$ 3,06 bilhões

Reuters
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


A Ambev superou expectativas do mercado hoje (28) com um aumento de 4,6% no lucro líquido do segundo trimestre, impulsionado por volumes recordes de vendas no período e apesar dos custos mais elevados.

O lucro líquido subiu para R$ 3,06 bilhões, muito à frente da previsão média de analistas compilada pela Refinitiv, de R$ 2,11 bilhões.

Leia mais: Vale vende CSP para a ArcelorMittal e mais sete empresas divulgam resultados; veja os destaques do Radar

Analistas da XP Investimentos elogiaram os resultados como fortes, destacando um aumento “saudável” de preços – que, segundo eles, deve ser valorizado em um momento de inflação alta.

“Vemos o segundo trimestre da Ambev como chave para uma mudança positiva nas percepções de curto a médio prazos, já que os preços das commodities estão com tendência de queda”, disseram.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A Ambev teve crescimento de 6,1% no volume total de vendas do trimestre.

“Este trimestre marcou a primeira vez que vendemos mais de 40 milhões de hectolitros em um segundo trimestre”, disse o presidente-executivo, Jean Jereissati, no balanço.

O custo dos produtos vendidos por hectolitro aumentou 17,8%, uma vez que os altos preços das commodities continuaram afetando os principais indicadores.

A Ambev é a terceira maior empresa do Brasil por valor de mercado, com sua avaliação atual de R$ 231,18 bilhões, ficando atrás apenas de Petrobras e Vale.

A empresa disse que o desempenho do primeiro semestre a deixou mais confiante sobre sua capacidade de gerar crescimento orgânico ajustado do Ebitda este ano em relação a 2021, apesar do que chamou de “desafios e volatilidade de curto prazo”.

A margem Ebitda ajustada caiu 290 pontos base anual, para 30,8%, mas melhorou do nível de 30% dos três meses anteriores.

A receita líquida subiu 14,5%, para R$ 17,99 bilhões, enquanto analistas esperavam que chegasse a 17,39 bilhões, em média.

“Para o ano inteiro, continuamos esperando um desempenho da receita líquida adiante da recuperação do resultado final”, disse a Ambev.

Compartilhe esta publicação: