Executivas dão dicas de carreira para as mulheres em 2022

A Forbes reuniu conselhos de executivas e empresárias bem-sucedidas para inspirar outras profissionais em sua trajetória .

Bruna Mattos
Compartilhe esta publicação:

Flávia Garcia, do Google: “Encontre aliados, que são pessoas que vão te apoiar, e busque sua comunidade.”

Acessibilidade


As mulheres ainda enfrentam obstáculos quando o assunto é carreira. A boa noticia é que elas estão ganhando cada vez mais destaque no mercado de trabalho, mostrando características fortes de liderança, como resiliência, intuição, criatividade e escuta. Uma pesquisa da consultoria McKinsey mostrou que empresas que têm mulheres na liderança lucram, em média, 21% a mais, e têm resultados operacionais 48% maiores em comparação com a média da indústria. O ano de 2022 será de grandes oportunidades, porém, desafiador em muitos aspectos – não seria diferente quando o assunto é mercado de trabalho. Em especial, para as mulheres. Confira abaixo 6 dicas de carreira de executivas e empresárias para as mulheres em 2022:

Maria Fernanda Albuquerque, vice-presidente global de marketing da Havaianas

“Na minha opinião, o que vai fazer a diferença nas nossas carreiras é encontrar nossas aliadas. Ao longo da minha jornada, eu criei e fomentei aliadas e alianças, sejam elas pares, times, parceiras de trabalho ou de mercado, e todas elas fizeram muita diferença na minha carreira. Fizeram com que eu fosse mais forte, mais consciente e empática ao mundo, ainda mais nesse momento que estamos vivendo de tamanha transformação. Hoje, na minha liderança, eu tenho um aliado também, que valoriza bastante a mulher, me dá espaço de fala, confia muito no meu trabalho… Então, minha dica seria essa: encontre suas alianças e suas aliadas desta jornada.”

Fabiana Martins, diretora de marketing e acionista da Rommanel

 “Meu conselho de carreira para as mulheres, em 2022, é para que elas assumam mais as características femininas. Muitas mulheres que estão na gestão assumem um estilo masculino. A intuição, a visão agregadora e a empatia, por exemplo, são características do sexo feminino que as mulheres deveriam apostar e assumir na hora de investir na sua carreira. Além disso, acredito muito no crescimento na área do ESG, que é uma área que tem muita sinergia com essas características que citei acima.” 

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

divulgação

Ana Isabel Carvalho Pinto, fundadora do Icomm Group/Shop2gether

“Tudo indica que teremos um ano de muitos acontecimentos: eleições, novas variantes do coronavírus… E como as mulheres são genuinamente mais intuitivas, há uma grande oportunidade aí, nesse cenário que precisa das nossas habilidades de percepção. Invista na criatividade para transitar entre as diversas questões sem polaridade e para encontrar soluções inéditas para problemas comuns.”

LEIA MAIS: Mulheres investem menos, porém melhor

Flávia Garcia, head de diversidade, equidade e inclusão do Google para a América Latina e Canadá

“O ano de 2022 será bem desafiador em termos profissionais. Esse é o ano em que teremos que lidar com o retorno ao ‘novo normal’, além de todos os desafios usuais. E o que já sabemos é que não vamos retornar ao que era antes. Muito pelo contrário, vai ser algo diferente. Então, meu conselho é: primeiramente, encontre aliados, que são pessoas que vão te apoiar. Também busque se conectar com a sua comunidade, e isso vale para dentro e para fora do trabalho. Por fim, é preciso olhar para seus planos e desafios, e buscar entender o que faz sentido para você e para seus desafios pessoais.”

Cris Dios, fundadora do grupo Laces de salões e cosméticos naturais

“Para empreender, é preciso força e autenticidade. Siga sua intuição, acredite, faça! Mesmo que às vezes certas coisas possam atrapalhar sua jornada, apenas faça, acredite. Um sábio hindu certa vez contou a história do Sol: o Sol brilha em todas as partes do planeta, inclusive em cima de uma pedra de carvão ou de um diamante. Mas apenas o diamante reflete sua luz. Então, esta é a minha mensagem para 2022: reflita sua luz por todos os cantos do planeta. Você é única, e sua luz faz falta quando não é refletida.”

Alina Assiminei, CMO da Kimberly-Clark Professional

“Aprendi e evolui muito nesses meus mais de 20 anos de gestão em multinacionais, e uma das lições mais valiosas que eu aprendi é que é preciso acreditar em você em primeiro lugar. Parece clichê, mas isso transforma todo o resto, pois é confiando no seu potencial, e não tendo medo de dizer que não sabe algo, é que você pode ir longe. Vulnerabilidade é a forma de se tornar humana e ganhar a confiança das pessoas. Sempre usei o lema: ‘Eu sei o que eu não quero fazer. Já o que eu quero, vou descobrindo’, e é a dica que sempre dou”.

Larissa Pinheiro, diretora de compras do grupo de farmácias Pague Menos

“Em 2022, sabemos que teremos muitos desafios, principalmente no âmbito socioeconômico, com um ano de eleição, inflação alta, alta de juros (Selic), moeda estrangeira supervalorizada, alto índice de desemprego, resquícios e incertezas sobre a pandemia.

Nesse cenário, planejamento e resiliência são as palavras-chave para o sucesso. É preciso estar preparada não só para se adaptar e superar essa realidade, mas para mudá-la. Minha dica é definir metas claras – com um plano de ação para cada uma – e que cada uma delas tenha um propósito maior na sua vida. Elas precisam nos levar a algum lugar e nos tornar melhores sempre. 

No ambiente corporativo, treinar, qualificar e motivar equipes e firmar parcerias estratégicas será essencial para garantir a entrega das metas e superar expectativas. Por sermos mulheres, ainda precisamos nos provar a todo o tempo. No entanto, não temos que abrir mão de nenhum dos papéis que executamos e podemos ser felizes em cada um deles, com equilíbrio, foco, dedicação, determinação e amor. O amor tudo facilita e tudo transforma. Que, em 2022, possamos nos apoiar e aprender cada vez mais umas com as outras. E assim, chegar muito longe e fazer do mundo o lugar onde realmente queremos viver”

 

 

Compartilhe esta publicação: