Senado dos EUA confirma Lael Brainard como vice-presidente do Federal Reserve

Brainard se torna a terceira mulher a ocupar o cargo de vice-presidente do Fed.

Redação
Compartilhe esta publicação:
BLOOMBERG FINANCE LP
BLOOMBERG FINANCE LP

Lael Brainard se tornou a única democrata no conselho de sete membros do Federal Reserve

Acessibilidade


O Senado dos Estados Unidos confirmou ontem (26) a nomeação de Lael Brainard à vice-presidência do Federal Reserve, o banco central americano.

Integrante do conselho de governadores do Federal Reserve desde 2014, Brainard se torna a terceira mulher a ocupar o cargo de vice-presidente do Fed. Antes dela, a secretária do Tesouro Janet Yellen, que foi nomeada por Obama, e a falecida Alice Rivline, também ocuparam esse cargo, de fevereiro de 2014 a fevereiro de 2018, e de junho de 1996 a julho de 1999, respectivamente.

VEJA TAMBÉM: Senado dos EUA confirma primeira juíza negra para a Suprema Corte

Em uma votação de 52 a 43 na tarde de hoje, Brainard se tornou a única democrata no conselho de sete membros do Fed, em um mandato que termina no início de 2026. Ela sucede Richard Clarida, cujo primeiro mandato expirou em 31 de janeiro.

Brainard havia sido indicada por Biden no ano passado, e assume a posição de supervisionar a regulação bancária e a política monetária americana em meio à maior inflação do país em 40 anos. O Senado ainda precisa confirmar outras três nomeações do presidente.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Quem é Lael Brainard

Economista formada em Harvard, ela liderou os assuntos internacionais do Departamento do Tesouro de 2010 a 2013 e atuou como vice-conselheira econômica nacional do ex-presidente Bill Clinton.

Ela tem uma postura ativa sobre as mudanças climáticas, e se tornou uma das maiores críticas à desigualdade econômica. Brainard é vista como mais “dovish” do que o presidente do banco central, Jerome Powell, o que significa que geralmente está mais disposta a manter as taxas de juros baixas a fim de estimular o consumo e aquecer a economia.

Forbes abre inscrições para lista Under 30 2022

Compartilhe esta publicação: