EXCLUSIVO: com IA e machine learning, empreendedor lança plataforma inteligente para vitaminar os brasileiros

Divulgação
Divulgação

Augusto Cruz Neto: plataforma inteligente para personalizar suplementação

Decidido a promover uma transformação no comportamento dos brasileiros que os leve a incluir a suplementação alimentar em suas rotinas, Augusto Cruz Neto deixou um emprego estável e uniu suas expertises em publicidade e business para criar a vitamine-se.

Lançada oficialmente hoje (8), a plataforma foi desenvolvida para ajudar as pessoas a consumirem os suplementos de acordo com as suas necessidades – que são detectadas por meio de um questionário simples, respondido no próprio site.

Siga todas as novidades do Forbes Tech no Telegram

“Existem 50 milhões de brasileiros que precisam, atualmente, de suplementação alimentar”, diz Neto. “Para resolver essa necessidade, eles precisam consultar um médico ou nutricionista, fazer exames de sangue e, com a prescrição em mãos, comprar as vitaminas. A partir daí existem dois caminhos: as farmácias de manipulação, normalmente com preços pouco acessíveis, e as tradicionais, com uma infinidade de marcas e dosagens que mais confundem do que ajudam.”

O empreendedor indica, ainda, outros fatores que contribuem para a falta de cultura do brasileiro em relação ao consumo de vitaminas. Um deles é o preconceito, já que muitos ainda acreditam que esses suplementos engordam, são remédios ou custam caro. Outro é a disciplina. “Muita gente até faz o ciclo consulta, exames e aquisição dos produtos, mas abandona o tratamento no meio do caminho”, diz.

Para desmistificar esses tabus, facilitar o processo e baixar os custos – a ponto de democratizar o acesso e fazer do consumo das vitaminas um hábito para toda a vida – , a vitamine-se, construída pela BASE, consultoria especializada em design e desenvolvimento de projetos digitais para startups no Brasil e Estados Unidos, usa inteligência artificial para analisar as informações fornecidas pelos usuários e recomendar a suplementação.

VEJA TAMBÉM: 3 segmentos do setor de saúde que estão na mira dos investidores de risco

São 20 perguntas – elaboradas em conjunto com dezenas de médicos e nutricionistas – relativas ao estilo de vida, como gênero, idade, tabagismo, restrições alimentares, consumo de frutas, verduras, legumes e peixes, prática de exercícios físicos, exposição solar e à luz azul, doenças genéticas e memória. Com essas respostas, a plataforma usa os algoritmos para cruzar as informações fornecidas com o banco de dados – e suas inúmeras variáveis – para indicar, em menos de 30 segundos, a melhor combinação de vitaminas para cada caso, de forma personalizada, para aquele momento da vida da pessoa. “Muita gente opta pelos polivitamínicos pela facilidade de ingerir uma única cápsula, mas é preciso alertar que a absorção, nesse caso, não é total. Por isso trabalhamos com o conceito de cápsulas isoladas, com as doses certas para retenção total e, consequentemente, melhor resultado”, explica Neto. Em seguida, é só comprar e receber em casa – as entregas são feitas no país todo.

Atualmente, o portfólio conta com 19 produtos – de vitamina C e zinco a ômega 3 e fosfatidilserina – em embalagens de 30 cápsulas com valores a partir de R$ 44, e três packs prontos com quatro frascos cada, para fortalecimento da imunidade, beleza e energia, a partir de R$ 199,50. Segundo Neto, uma segunda fase, prevista para agosto, vai incluir a linha em pó, com colágeno, glutamina e whey protein. Necessidades futuras apontadas pelo machine learning, ou aprendizado de máquina, também poderão dar origem a novos produtos. A produção é local – atualmente, a vitamine-se conta com dois fornecedores instalados no país.

Com investimentos totais de R$ 2 milhões, Neto espera faturar, nos próximos 12 meses, cerca de R$ 10 milhões. “Meu objetivo é oferecer uma experiência tão simples que as pessoas façam da ingestão das vitaminas um hábito, da mesma forma que fazem com a alimentação e os exercícios físicos. Precisamos nos preocupar com a saúde, e não apenas com a doença.”

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).