Plataforma russa de cursos online capta US$ 50 milhões e anuncia expansão no mercado brasileiro

A GetCourse oferece uma solução tudo-em-um para ajudar a criar, gerir e vender conteúdos na internet.

Gabriela Del Carmen
Compartilhe esta publicação:
Divulgação
Divulgação

Alexey Krasnoselskiy é head de expansão internacional da GetCourse

Acessibilidade


A GetCourse, plataforma russa para criar, gerir e vender cursos online, prepara-se para acelerar sua expansão internacional, com foco especial no Brasil. Para isso, a companhia levantou US$ 50 milhões numa rodada liderada pelo banco norte-americano Goldman Sachs e participação dos fundos Winter Capital Partners Fund e Baring Vostok. Com sede em Moscou, a empresa fundada em 2014 oferece soluções para escolas, professores e especialistas de todas as áreas que desejam divulgar e administrar conteúdos de ensino a distância e, ao mesmo tempo, reduzir custos, atrair alunos e alavancar os negócios.

“A diferença da GetCourse para outras plataformas é que o cliente não precisa de ferramentas e funcionalidades extras. Nosso serviço tudo-em-um já oferece todos os recursos necessários para que qualquer empreendedor possa vender e gerenciar seus projetos de educação online”, diz Alexey Krasnoselskiy, head de expansão internacional da empresa. Com a ferramenta, os usuários não só podem disponibilizar aulas, webinars e treinamentos em vídeo, mas também acessar soluções de gerenciamento de clientes, criação de website, sistema de gestão de aprendizagem, análise de tráfego e estatísticas de receita, entre outras funcionalidades.

LEIA TAMBÉM: Consolidação no ensino à distância impulsiona startups de educação

A empresa faz parte do promissor mercado das edutechs, como são chamadas as startups que desenvolvem soluções para apoiar os processos de ensino e aprendizagem. Apenas no Brasil, o segmento levantou mais de US$ 170 milhões desde 2010 em mais de 130 rodadas de investimento, de acordo com o “Distrito EdTech Report 2020”. O estudo indica que, internacionalmente, essas empresas captaram cerca de US$ 11 bilhões só no último ano, com os aportes concentrados em startups do segmento na China, Índia e Estados Unidos.

Ao acompanhar essa tendência, a empresa, que faturou US$ 5,7 milhões em 2018, cresceu 75% em 12 meses, chegando a mais de US$ 10 milhões no final de 2019. No ano passado, a startup mais que dobrou o seu faturamento, alcançando a marca dos US$ 20,3 milhões. “Uma das vantagens da plataforma é que disponibilizamos funis automáticos de vendas [modelo para representar toda a jornada de um cliente potencial, desde o primeiro contato com a marca até o fechamento do negócio] e não pedimos uma comissão pelas operações concretizadas”, explica Krasnoselskiy. Todas as funcionalidades da GetCourse estão disponíveis a partir de R$ 340 por mês, com diferenças apenas no espaço de armazenamento e no número de usuários ativos.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Com o aporte, a prioridade da empresa é expandir as atuações para o Brasil em 2021 e 2022. “O mercado das edutechs no país está se desenvolvendo a todo vapor e existe uma grande demanda por aprendizagem online. Por isso, entre 25% e 60% dos investimentos serão usados para desenvolver nossa plataforma no Brasil”, revela o executivo. Krasnoselskiy enxerga o cenário atual como uma boa oportunidade para que empreendedores nacionais busquem novas formas de alavancar os negócios, já pensando em um mundo pós-pandemia. “É um bom momento para especialistas investirem no online, pois a expectativa é que isso permaneça mesmo depois da crise sanitária.”

A empresa ainda não tem um escritório no país, mas conta com o apoio de colaboradores brasileiros trabalhando remotamente daqui ou da Europa para oferecer suporte técnico 24 horas por dia para os atuais e futuros clientes. “Muitas plataformas operam no Brasil, mas não têm um serviço especializado em língua portuguesa. Não apenas temos a ferramenta traduzida, mas também um apoio de especialistas para ajudar cada cliente a experimentar nossas soluções.”

Além da expansão, os recursos captados também serão direcionados para o desenvolvimento de tecnologia. A GetCourse almeja melhorar a experiência do usuário com investimentos em design de interface, usabilidade e UX para tornar a solução mais simples, capaz de ser usada por clientes de diversos níveis de maturidade tecnológica. “Também estamos pensando em lançar um marketplace em alguns países da Europa. Ainda não começaremos pelo Brasil, porque nossa meta inicial no país é consolidar a plataforma, mas seria o próximo passo”, diz Krasnoselskiy.

Atualmente, o sistema da plataforma hospeda mais de 20 mil educadores, incluindo 12 mil escolas online, instrutores, treinadores e blogueiros. A expectativa é gerar até US$ 1 bilhão em faturamento total em 2021.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: