STF determina bloqueio de perfis do Telegram e ameaça retirar aplicativo do ar

Os perfis estão envolvidos em investigação sobre propagação de discurso de ódio e fake news..

Reuters
Compartilhe esta publicação:
SOPA Images/GettyImages
SOPA Images/GettyImages

Além da possibilidade de retirada do ar, a plataforma receberá multa de 100 mil reais em caso de descumprimento da ordem.

Acessibilidade


O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes determinou o bloqueio de três perfis do Telegram envolvidos em investigação sobre propagação de discurso de ódio e fake news, sob pena de o aplicativo ser retirado do ar em caso de descumprimento.

A decisão inclui um prazo de 24 horas para o aplicativo de mensagens cumprir a determinação judicial ou será retirado do ar por 48 horas.

Além da possibilidade de retirada do ar, a plataforma receberá multa de 100 mil reais em caso de descumprimento da ordem.

No processo, que corre sob sigilo, o ministro pede ainda que o Telegram suspenda o repasse de monetização dos canais e forneça os dados utilizados para a criação dos perfis. Moraes lembra na decisão já ter pedido em janeiro deste ano o bloqueio de perfis ao aplicativo, sem sucesso, apesar das tentativas de intimação pela autoridade policial.

O STF disse que não tinha mais informações sobre o caso para serem divulgadas, uma vez que o processo corre sob sigilo.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Veja também: TikTok está sendo usado para espalhar desinformação sobre vacinas contra Covid-19

Compartilhe esta publicação: