Príncipe britânico Philip passa por operação cardíaca bem-sucedida

Em 2011, o príncipe passou por uma operação para desbloquear uma artéria do coração depois de ser hospitalizado às pressas

Redação
Compartilhe esta publicação:
Samir Hussein/Getty Images
Samir Hussein/Getty Images

Philip foi internado no dia 16 de fevereiro depois de se sentir mal para receber tratamento para uma infecção não especificada

Acessibilidade


O príncipe britânico Philip, 99 anos, marido da rainha Elizabeth, passou por uma operação bem-sucedida para tratar de um problema cardíaco preexistente ontem (3), disse o Palácio de Buckingham em um comunicado.

Philip foi internado no dia 16 de fevereiro depois de se sentir mal para receber tratamento para uma infecção não especificada, mas sem relação com a Covid-19.

LEIA TAMBÉM: Meghan e Harry cortam relações com tabloides britânicos antes de entrevista com Oprah Winfrey

Na segunda-feira (1), ele foi transferido para outro hospital do centro de Londres. Na ocasião, o palácio disse que ele passaria por exames cardíacos e continuaria sendo tratado da infecção.

“Ontem, o duque de Edimburgo passou por um procedimento bem-sucedido para tratar de um problema cardíaco preexistente no Hospital St Bartholomew’s”, informou o palácio, usando o título formal de Philip.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Sua alteza real permanecerá no hospital para ter tratamento, repouso e recuperação durante vários dias.”

Desde que foi hospitalizado, o duque só foi visitado publicamente pelo filho e príncipe herdeiro Charles.

A rainha de 94 anos permanece no Castelo de Windsor, no oeste de Londres, onde o casal se hospeda durante o lockdown de coronavírus, e na semana passada continuou a realizar suas tarefas oficiais por vídeo.

Os dois receberam a primeira dose de uma vacina contra Covid-19.

Nascido na Grécia, Philip, que faz 100 anos em junho, precisou de tratamento hospitalar diversas vezes na última década devido a uma infecção de bexiga recorrente, e no Natal de 2011 passou por uma operação para desbloquear uma artéria do coração depois de ser hospitalizado às pressas com dores no peito. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: