Rainha Elizabeth sente um “grande vazio” após morte do príncipe Philip

Tim Graha/Getty Images
Tim Graha/Getty Images

A rainha Elizabeth e o príncipe Philip ficaram casados por 74 anos

A Família Real Britânica lamenta a morte de seu patriarca, príncipe Philip, que serviu a corte do Reino Unido como cônjuge da rainha Elizabeth II por quase 70 anos. A monarca, no entanto, está sofrendo mais do que qualquer outro membro da família, de acordo com depoimentos de seus filhos, concedidos após o falecimento de Philip anteontem (9).

A princesa Anne, única filha mulher do casal, afirmou, em uma nota, que seu pai foi seu professor, apoiador e crítico, mas acima de tudo, um “exemplo de uma vida bem vivida e de serviços prestados gratuitamente”, o que ela tentou replicar em sua vida pessoal.

VEJA TAMBÉM: 15 momentos da história do príncipe Philip

“Você sabe que isso vai acontecer, mas nunca está preparado de verdade”, afirmou Anne sobre a morte de seu pai, um sentimento que foi ecoado por seu irmão mais novo, o príncipe Edward, que falou com a imprensa após um serviço na Capela de Todos os Santos, no Grande Parque de Windsor, onde Philip morreu anteontem (9).

Edward, o filho mais novo de Elizabeth e Philip, disse a repórteres que “por mais que alguém se prepare muito, ainda assim é um grande choque, e tentamos aceitar tudo isso.”

A mulher de Edward, Sophie, descreveu a morte do duque de Edimburgo como “gentil”, afirmando que, “foi como se alguém tivesse o pegado pela mão e o levado. [Foi uma morte] muito, muito calma e é isso que esperamos para qualquer um.”

O príncipe Andrew, terceiro filho do casal real, contou à repórteres no Palácio de Windsor que sua mãe descreveu o sentimento de um “grande vazio” em sua vida, desde que seu marido, com quem esteve casada há 74 anos, morreu. “Apesar de ser uma pessoa incrivelmente estoica, a rainha está sentindo tudo isso mais do que ninguém”, afirmou.

O príncipe Charles, o primogênito e o próximo na linha de sucessão ao trono, afirmou ontem (10) que a Família Real sente uma falta enorme de Philip e que acredita que seu pai teria se comovido com todo o carinho e apreço das pessoas ao redor do mundo por conta de sua morte.

O príncipe Philip morreu na última sexta-feira (9) no Castelo de Windsor após anos de especulação pública sobre o seu estado de saúde. Ele foi o homem mais velho da Família Real e também o que mais tempo serviu a monarquia britânica. Um funeral privado será feito em homenagem a Philip no próximo sábado (17), na Capela de São Jorge, no Castelo de Windsor, onde seu neto, o Príncipe Harry, se casou com sua mulher Meghan , em 2018. Harry deve viajar da Califórnia, nos Estados Unidos, para o Reino Unido para a cerimônia, enquanto Meghan ficará em casa por conta de instruções médicas.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).