Conheça três vinícolas do Alentejo para quando as viagens voltarem à rotina

mtcurado/Getty Images
mtcurado/Getty Images

Vinícola em Estremoz, na região do Alentejo em Portugal

Com umas das menores densidades populacionais da Europa, a região do Alentejo, em Portugal, se esparra em planícies sem-fim, coloridas pela produção de vinho, azeite e cortiça.

Localizada ao sul de Lisboa, a região é um destino turístico muito buscado por suas vinícolas, vilarejos charmosos e cidades históricas.

VEJA TAMBÉM: Como a Otronia encara o desafio de produzir vinhos no frio da Patagônia

Para quando as viagens voltarem à nossa rotina e pudermos brindar à vida novamente, a Forbes reuniu três vinícolas da região para conhecer:

  • SÃO LOURENÇO DO BARROCAL

    A 7 quilômetros do vilarejo de muralhas medievais de
    Monsaraz – com castelo e igreja no alto da montanha
    que compõem um dos mais lindos postais do país –,
    está São Lourenço do Barrocal. Há mais de 200 anos nas mãos da mesma família (comandada agora pela oitava geração), a fazenda de 780 hectares colhe, ao ano, 100 toneladas de uvas nas vinhas alinhadas em 150 mil metros quadrados.

    A propriedade se transformou em hotel em 2016, após reforma assinada pelo arquiteto português (premiado pelo Pritzker) Eduardo Souto de Moura, e logo se destacou entre as melhores hospedagens de Portugal.

    Passeios a cavalo,
    tratamentos no spa Susanne Kaufmann e o restaurante que privilegia produtos locais fazem a vida ter outro ritmo nesse paraíso alentejano.

    Ash James
  • HERDADE DA MALHADINHA NOVA

    Quer ir além das degustações orientadas por enólogos? Então seu lugar é aqui. Em Albernoa, a herdade de 450 hectares oferece programas como o Wine Class.

    Em quatro dias, há desde um curso de iniciação à prova
    de vinhos até prova cega por castas – e tempo de sobra para os banhos especiais e a massagem de vinoterapia.

    No cardápio de atividades, há programa gastronômico
    Cooking Class e Master Dressage, programa equestre de cinco dias. Não perca o passeio de balão e se emocione com o silêncio e a imensidão do Alentejo.

    Divulgação
  • QUINTA DO QUETZAL

    Que tal unir vinho e arte contemporânea? Bem-vindo à Quinta do Quetzal, em Vidigueira, montada por
    um casal de holandeses que, em 2002, comprou três hectares de presente de casamento à filha.

    A ideia era uma produção pequena, mas a qualidade do vinho fez o casal expandir o terreno para 50 hectares e elevar a
    produção para 200 mil garrafas/ano.

    Desde 2016, há
    o Centro de Arte Quetzal (exposições de nomes consagrados e emergentes) e o Restaurante Quetzal, com linda vista para o parreiral.

    Gonçalo Villaverde

SÃO LOURENÇO DO BARROCAL

A 7 quilômetros do vilarejo de muralhas medievais de
Monsaraz – com castelo e igreja no alto da montanha
que compõem um dos mais lindos postais do país –,
está São Lourenço do Barrocal. Há mais de 200 anos nas mãos da mesma família (comandada agora pela oitava geração), a fazenda de 780 hectares colhe, ao ano, 100 toneladas de uvas nas vinhas alinhadas em 150 mil metros quadrados.

A propriedade se transformou em hotel em 2016, após reforma assinada pelo arquiteto português (premiado pelo Pritzker) Eduardo Souto de Moura, e logo se destacou entre as melhores hospedagens de Portugal.

Passeios a cavalo,
tratamentos no spa Susanne Kaufmann e o restaurante que privilegia produtos locais fazem a vida ter outro ritmo nesse paraíso alentejano.

Reportagem publicada na edição 84, lançada em fevereiro de 2021

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).