Bilionário Rupert Murdoch compra fazenda de R$ 1 bilhão nos EUA

Conheça outros megaimóveis do magnata da mídia, como uma vinícola na Califórnia e uma cobertura em Nova York.

Jemima McEvoy
Compartilhe esta publicação:
Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

Murdoch controla um império da mídia que inclui a Fox News, o The Wall Street Journal e o The Times de Londres

Acessibilidade


Rupert Murdoch não tem vergonha de desfrutar das benesses de seu sucesso. O presidente e CEO da News Corp – que é a 85ª pessoa mais rica do mundo, com patrimônio líquido estimado em US$ 21,6 bilhões (cerca de R$ 123 bilhões na cotação atual) – acaba de desembolsar mais de US$ 200 milhões (cerca de R$ 1,1 bilhão) junto com a esposa, Jerry Hall, para comprar da bilionária família Koch uma grande fazenda de gado em Montana, o que constitui a mais recente adição a um já impressionante portfólio de imóveis acumulado pelo famoso magnata da mídia.

O negócio entre os dois megarricos, que são gigantes do conservadorismo, foi noticiado pelo Wall Street Journal, citando pessoas que estiveram a par da transação. Um porta-voz de Murdoch confirmou a aquisição da fazenda, conhecida como Beaverhead, mas não comentou o preço. (Os representantes das famílias Murdoch e Koch não responderam imediatamente aos pedidos de comentários da Forbes).

LEIA TAMBÉM: As 5 mansões de celebridades mais caras que foram vendidas em 2021

Beaverhead Ranch, uma fazenda de gado de 140 mil hectares situada no sudoeste de Montana, perto do Parque Nacional de Yellowstone, foi comprada há mais de 70 anos por Fred C. Koch, falecido fundador da Koch Industries. O conglomerado, que é a segunda maior empresa de capital fechado dos Estados Unidos, de acordo com a Forbes, é administrado há décadas por um dos filhos dele, o bilionário Charles Koch, grande doador do Partido Republicano.

Beaverhead, que agora está passando de uma família bilionária a outra (um ano atrás, a Forbes calculou o patrimônio dos Koch em US$ 100 bilhões (cerca de R$ 570 bilhões), o que faz deles a segunda família mais rica dos EUA), estende-se por 80 quilômetros em dois condados diferentes.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Entre as características mais impressionantes da fazenda estão um rio de 45 quilômetros de extensão, bom para a pesca de trutas, e 25 casas, que são usadas principalmente por funcionários, segundo o Wall Street Journal. A venda assinala a maior transação com fazenda da história de Montana. Murdoch descreveu o fato de ser o novo dono como “uma profunda responsabilidade”.

É uma aquisição de peso que reforça o conjunto já substancial de imóveis do nonagenário Murdoch, cuja riqueza provém principalmente de suas participações na News Corp, na Fox e na Disney, a qual comprou os ativos de cinema e TV da 21st Century Fox dele por US$ 71,3 bilhões (cerca de R$ 405 bilhões) em março de 2019. A família Murdoch é dona de pelo menos três outros megaimóveis – entre os quais mais uma fazenda – nos Estados Unidos e na Austrália.

Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

Vinícola The Moraga, na Califórnia, que já foi do diretor Victor Fleming e do empresário Thomas Jones

Nos EUA, Murdoch tem os pés nas duas costas graças à compra, em 2013, da Moraga Vineyards and Estate, uma vinícola de 5 hectares com mansão em Bel Air, Califórnia. O terreno pertenceu ao diretor de “E o Vento Levou”, Victor Fleming, antes de ser transformado em um vinhedo pelo titã empresarial Thomas Jones na década de 1970.

Murdoch pagou US$ 28,8 milhões (cerca de R$ 164 milhões) pelo imóvel depois de ver um anúncio no Wall Street Journal, jornal pertencente à News Corp. Ele continua a funcionar como uma vinícola ativa e vende um tinto no estilo Bordeaux por US$ 175 (cerca de R$ 1.000) e um sauvignon blanc por US$ 115 (cerca de R$ 650). A residência principal – uma mansão de 700 metros quadrados em estilo mediterrâneo – serve de alojamento para quando o riquíssimo casal se aventura em direção ao oeste.

Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

Mansão do filho de Murdoch, Lachlan, comprada em 2019

Lachlan, o filho de Murdoch que comanda o império Fox, inclusive suas redes de TV, notícias a cabo, negócios e esportes, comprou sua própria casa em Bel Air em 2019. A venda dessa mansão e propriedade em estilo de castelo francês (que ficou famosa com série televisiva “A Família Buscapé”) por cerca de US$ 150 milhões (cerca de R$ 850 milhões) estabeleceu o recorde de casa mais cara já vendida na Califórnia (recorde já quebrado por uma mansão de Malibu vendida por US$ 177 milhões – cerca de R$ 1 bilhão).

Rupert Murdoch também é proprietário de uma cobertura de quatro andares em Nova York, ao lado do Madison Square Park. Em 2014, ele desembolsou US$ 57 milhões (cerca de R$ 325 milhões) pelos três andares superiores da torre envidraçada do condomínio One Madison e por outro apartamento um andar abaixo; um ano depois, tentou vender o conjunto por US$ 72 milhões (cerca de R$ 410 milhões), sem sucesso.

Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

Prédio em Nova York onde o magnata é dono da cobertura e de mais um apartamento

Por si só, a parte da cobertura tem quase 700 metros quadrados e ostenta uma vista de 360 graus da cidade. Entre os outros famosos que moraram no prédio ao longo dos anos estão Peter Buffett, filho do bilionário investidor Warren Buffett, e o casal celebridade formado pelo “quarterback” da NFL Tom Brady e a supermodelo Gisele Bündchen.

Fora dos Estados Unidos, Murdoch é dono de uma segunda fazenda em sua Austrália natal. O imóvel, conhecido como Cavan Station, foi comprado pelo magnata da mídia (antes de ele ser um magnata da mídia) em meados da década de 1960. Desempenhou um papel importante na produção de lã fina na Austrália e hoje funciona como uma fazenda de gado ovino e bovino de aproximadamente 10 mil hectares em Nova Gales do Sul.

De acordo com o Australian, jornal fundado por Murdoch, é em Cavan Station que a família Murdoch costuma se reunir. “A afeição deles por esse imóvel vem do fato de ser o lugar onde se encontram como família; faz com que se sintam australianos”, disse o administrador de Cavan Station, Matthew Crozier, ao jornal em 2018.

Embora esses sejam os únicos imóveis que a Forbes conseguiu confirmar como sendo de Murdoch, eles podem não representar a totalidade dos bens imobiliários dele. Segundo relatos, o bilionário é (ou foi, em algum momento) dono de dois imóveis no Reino Unido: uma mansão georgiana de 11 dormitórios em Oxfordshire e um apartamento em St. James Place, no sofisticado bairro londrino de Mayfair, embora a Forbes não tenha conseguido confirmar a quem pertencem atualmente.

Uma casa pertencente a Murdoch em Pequim e um apartamento na Quinta Avenida de Nova York, onde ele, a ex-esposa Wendi Deng e os dois filhos pequenos deles moraram, ficaram com Deng após a separação do casal, em 2013. Em 2015, Murdoch vendeu sua casa de 11 dormitórios em Beverly Hills ao filho mais novo, James, por US$ 30 milhões (cerca de R$ 170 milhões).

E esses são apenas os imóveis dele. Sabe-se que o líder da News Corp tem ainda um ou outro brinquedo de bilionário, como seu jato particular de US$ 84 milhões (cerca de R$ 480 milhões), um Gulfstream G650 Aerospace que ele comprou em 2015. Murdoch teria vendido seu superiate – o Rosehearty – por US$ 29,7 milhões (cerca de R$ 170 milhões) em 2014.

Compartilhe esta publicação: