Cinco coisas para acompanhar na cerimônia do Oscar de domingo

Nenhum serviço de streaming ganhou até hoje o maior prêmio da indústria cinematográfica, a estatueta de Melhor Filme.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Estatueta do Oscar
Estatueta do Oscar

O evento acontece no domingo (27) 

Acessibilidade


O Oscar, a celebração anual do cinema no tapete vermelho de Hollywood, acontece neste domingo (27). Veja abaixo cinco coisas para acompanhar durante a cerimônia.

Novidades

Após o recorde de baixa audiência na TV no ano passado, os produtores estão testando novas maneiras de tentar aumentar a audiência.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Pela primeira vez, as funções de apresentação serão compartilhadas por três mulheres: as comediantes Amy Schumer, Regina Hall e Wanda Sykes.

Em outra reviravolta, os resultados de uma pesquisa no Twitter sobre o filme e a cena favoritos serão revelados.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Os vencedores de oito categorias, incluindo design de produção e som, serão anunciados antes do início da transmissão ao vivo. Seus discursos serão editados na transmissão, uma medida para ajudar a manter a duração da cerimônia em três horas.

A batalha do streaming

Nenhum serviço de streaming ganhou até hoje o maior prêmio da indústria cinematográfica, a estatueta de Melhor Filme. É provável que isso mude no domingo, se os analistas de prêmios estiverem corretos.

Leia também: Indicados ao Oscar 2022: as maiores surpresas e os esnobados

A maioria vê uma corrida de mão dupla entre a pioneira do vídeo online Netflix e a Apple TV+, o serviço de streaming administrado pela fabricante do iPhone. O faroeste sombrio da Netflix “Ataque dos Cães” recebeu 12 indicações, mais do que qualquer outro filme. Mas “No Ritmo do Coração”, da Apple, sobre uma família surda com uma filha ouvinte que quer seguir carreira na música, ganhou força com vitórias no Screen Actors Guild Awards e no Producers Guild Awards.

Mulheres na direção

Jane Campion pode se tornar a terceira mulher nos 94 anos de história do Oscar a ganhar o prêmio de Melhor Direção, por “Ataque dos Cães”. Ela é a única mulher a ter sido indicada na categoria duas vezes. Campion recebeu sua primeira indicação pelo filme de 1993 “O Piano”, mas perdeu para Steven Spielberg e “A Lista de Schindler”. Spielberg está competindo novamente este ano com “Amor, Sublime Amor”. Uma vitória de Campion resultaria em vitórias consecutivas para as mulheres, depois que a diretora de “Nomadland”, Chloe Zhao, conquistou o troféu no ano passado.

Momento para a Ucrânia

Embora o clima geral da cerimônia seja comemorativo, a transmissão reconhecerá a invasão da Ucrânia pela Rússia. Os produtores dizem que querem oferecer uma fuga dos problemas do mundo, mas também sentem que precisam reconhecer a turbulência.

“Você não entra em um show como este e não está ciente disso e não encontra uma maneira de reconhecer respeitosamente onde estamos”, disse o produtor Will Packer.

A disputa mais imprevisível

Qualquer uma das cinco candidatas a melhor atriz pode ganhar a estatueta, dizem especialistas em prêmios. Alguns dão vantagem a Jessica Chastain por sua interpretação da evangelista de TV Tammy Faye Bakker em “Os Olhos de Tammy Faye”.

Kristen Stewart, conhecida por interpretar a vampira apaixonada Bella na saga “Crepúsculo”, também está entre as favoritas por sua interpretação da princesa Diana em “Spencer”.

As duas estão competindo contra Penelope Cruz pelo filme em espanhol “Mães Paralelas”, a interpretação de Nicole Kidman como Lucille Ball em “Apresentando os Ricardos” e Olivia Colman por “A Filha Perdida”. Cruz, Kidman e Colman já venceram o Oscar.

Compartilhe esta publicação: