Após orientação da Anvisa, Ministério da Saúde vai ampliar envio de vacina da Pfizer

Sebastian Condrea/GettyImages
Sebastian Condrea/GettyImages

O país recebeu até o momento 3,4 milhões de doses da vacina, de um total contratado de 200 milhões

O Ministério da Saúde anunciou hoje (28) que vai ampliar o envio às cidades brasileiras de doses da vacina desenvolvidas por Pfizer e BioNTech contra Covid-19, após a Anvisa ter informado mais cedo que o imunizante pode ser mantido em temperatura de 2 a 8 graus Celsius por até 31 dias, ampliando prazo que anteriormente era de apenas 5 dias.

Em postagem no Twitter, o Ministério da Saúde disse que, “a partir de agora, a vacina Covid-19 da Pfizer/BioNTech poderá ser distribuída para todo Brasil!”.

Vacina da Pfizer pode ser mantida entre 2ºC e 8ºC por até 31 dias, diz Anvisa

“A decisão permite que milhares de cidades brasileiras possam receber a vacina da Pfizer!”, afirmou o ministério.

Segundo pronunciamento da Anvisa, para aprovar as novas condições, a equipe técnica da agência avaliou os estudos de estabilidade apresentados pelo laboratório desenvolvedor da vacina.

“Os estudos de estabilidade servem para definir por quanto tempo e em quais condições a vacina mantém suas características sem alteração”, disse em nota.

A vacina da Pfizer exige armazenamento em temperaturas ultrabaixas (-70 graus Celsius) para períodos maiores de tempo, mas novas pesquisas apontaram que o imunizante manteve sua eficácia quando guardado entre 2 a 8 graus por períodos determinados.

No Brasil, a vacina vinha sendo aplicada apenas nas capitais devido à logsística de distribuição e armazenamento.

O país recebeu até o momento 3,4 milhões de doses da vacina, de um total contratado de 200 milhões.

Além das vacinas da Pfizer, o Brasil conta para sua campanha nacional de vacinação contra a Covid-19 com a CoronaVac, do laborarório chinês Sinovac e que está sendo envasada pelo Instituto Butantan, e com a vacina da AstraZeneca desenvolvida em parceria com a Universidade de Oxford, que é envasada pela Fundação Oswaldo Cruz.

Essas três vacinas são aplicadas em duas doses. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).